Estadual de remo 2022 começa neste final de semana, com mudanças; entenda

Edição deste ano não terá campeão geral, mas vencedores em cinco classes e quatro etapas de disputa

O ano de 2022 está sendo especial para o remo catarinense, com extenso calendário e competições de nível estadual e nacional. No próximo fim de semana, ocorre a 1ª etapa do Campeonato Catarinense de Remo, disputada na Baía Sul, em Florianópolis, por quatro clubes: Aldo Luz, Martinelli e Riachuelo, da Capital, e o América, de Blumenau.

Atletas do remo catarinenseO Martinelli, campeão geral de 2021, vai remar em busca da hegemonia no catarinense – Foto: Divulgação/ND

No sábado (5), são as provas eliminatórias, em que os times B e C dos clubes se credenciam para as finais, marcadas para domingo (6). O Estadual deste ano conta com várias novidades. A principal é que não haverá campeão geral.

Em 2021, o Martinelli venceu a soma geral, num campeonato bastante equilibrado. Na classe sênior, o Riachuelo foi o vencedor. Na master, o Aldo Luz; na júnior, o América e na escola de remo, o Martinelli.

A primeira mudança deste ano é que haverá campeões estaduais em todas as classes, somando as pontuações nas quatro etapas do campeonato e, ainda, o campeão de para-remo. Outra novidade é que ao invés de duas etapas realizadas na Capital, como em 2021, agora serão quatro.

Atletas do remo catarinenseO Aldo Luz, ligado ao Figueirense, vai defender seu título na classe master – Foto: Aldo Luz/divulgação/ND

A competição começa no próximo fim de semana, com a regata em comemoração ao aniversário de Florianópolis. Em maio e agosto, respectivamente, ocorrem a 2ª e a 3ª etapas, também na Capital.

O campeonato acaba em 8 de outubro, com a 4ª etapa em Blumenau. As etapas de Floripa terão cobertura do Jornal ND e a última, cobertura da NDTV Blumenau.

O presidente da Feresc (Federação de Remo do Estado de Santa Catarina), André Dutra, está animado com o crescimento da modalidade e com a volta do interesse das pessoas no remo. “Do ano passado para cá, tivemos muita procura nos clubes, tanto aqui, quanto em Blumenau”, comentou.

Seguindo a regra do remo olímpico, o Estadual de 2022 terá barcos em seis raias. Normalmente, quando os cinco clubes federados participam, todos têm direito a um barco numa das seis raias e a que sobrava era sorteada. Dessa vez, não haverá sorteio e as raias restantes serão preenchidas pelos vencedores das provas eliminatórias de sábado.

A federação tentou distribuir melhor as provas por causa da participação da Escola de Aprendiz de Marinheiro e da canoa havaiana nas próximas etapas. “Teremos o evento Estadual, mas vai ser, acima de tudo, um evento náutico”, declarou Dutra.

Como será a 1ª etapa

A 1ª etapa do Catarinense de Remo começa às 9h, e as provas serão entre os barcos menores. Não haverá disputas com barcos para oito remadores, por exemplo. Nas finais, somando os quatro clubes, cerca de 90 atletas devem participar.

O América, clube do interior, vai lutar para manter o Troféu Adolfo Konder em Blumenau – Foto: José Somensi/NDO América, clube do interior, vai lutar para manter o Troféu Adolfo Konder em Blumenau – Foto: José Somensi/ND

A equipe de Presidente Getúlio não vem para a primeira fase, porque está iniciando um novo planejamento, após a mudança de diretoria no começo de janeiro.

A abertura do Estadual é importante pois inicia a disputa por pontos nas classes júnior, sênior, master e escola de remo. O para-remo será disputado na 2ª e na 4ª etapa.

“O primeiro ganha uma pontuação X, o segundo Y e assim por diante até o 6º lugar. Essa soma de pontos por classe vai acumulando para o campeonato específico da classe. Teremos um campeão estadual júnior, sênior, master, para-remo e de escola e remo”, explicou o presidente da Feresc.

Além da cobertura do Grupo ND, a 1ª Etapa do Campeonato Catarinense de Remo 2022 terá apoio da Arena Curta+ Floripa e parceria da Prefeitura de Florianópolis.

Troféus transitórios

O catarinense de remo tem ainda os troféus transitórios. O primeiro é o Troféu Adolfo Konder, oferecido desde 1930 ao clube campeão da prova individual skiff sênior. Também conhecido como Campeonato O Remador, o troféu está com o América de Blumenau. A prova será realizada na 3ª etapa em agosto.

O Riachuelo, de Florianópolis, defende o Troféu de Prata, o ,ais cobiçado do remo catarinense – Foto: Divulgação/NDO Riachuelo, de Florianópolis, defende o Troféu de Prata, o ,ais cobiçado do remo catarinense – Foto: Divulgação/ND

Já a Taça de Prata, também chamada de Taça Governo do Estado, a mais cobiçada e antiga do Estadual, será entregue ao clube vencedor do campeonato de sênior.

O Riachuelo, de Florianópolis, está com esse troféu histórico, que começou a ser disputado em 1918 na prova de Yole a quatro remos que, depois passou a se chamar quatro com timoneiro e, no início da década de 1990, esse troféu migrou para o campeão geral da classe sênior.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Remo

Loading...