A importância do apoio da prefeitura em busca de UTIs para salvar vidas na pandemia

Esforço do Executivo é fundamental para a rede de saúde em várias frentes, e ativação do tratamento intensivo nas UTIs é o desafio do momento

Leitos para ativação de UTIs. Hospitais  e autoridades trabalham para chegar a 94 unidades – Foto: Divulgação PMBLeitos para ativação de UTIs. Hospitais  e autoridades trabalham para chegar a 94 unidades – Foto: Divulgação PMB

Com os casos de Covid-19 aumentando em todo o país, as políticas públicas voltam-se à saúde como nunca ocorreu na história. Afinal, o senso de urgência para salvar vidas é necessário por parte dos líderes e de cada cidadão, que deve fazer a sua parte, respeitando as regras de prevenção da doença. E agora, o maior desafio é ativar UTIs.

O coronavírus já matou mais de 358 mil pessoas no Brasil em pouco mais de um ano.

O trabalho da prefeitura envolve a busca de recursos em diversos os níveis, assim como monitoramento e comunicação a todos, de forma clara, sobre a situação da pandemia. Assim, o município se envolve na busca por testagem, medicamentos, EPIs e repasses emergenciais para a estruturação dos leitos dos hospitais e da rede pública.

Um exemplo é o município de Blumenau, cidade sede da Região Metropolitana do Vale do Itajaí, com cerca de 360 mil habitantes, citada entre as mais bem-sucedidas no combate à pandemia.

Atualmente, o trabalho junto aos hospitais tem como objetivo garantir que a cidade chegue a 94 leitos ativos de UTIs.

No começo da pandemia, em março de 2020, eram 43 leitos. No decorrer do período os leitos foram ampliados para 66 e agora, há um esforço conjunto para a implantação de 94 leitos ativos na cidade, em parceria com os hospitais.

Investimento mostra que prioridade é a vida da população

Foram investidos R$ 75 milhões na compra de testes, medicamentos, EPIs e repasses – Foto: Marcelo MartinsForam investidos R$ 75 milhões na compra de testes, medicamentos, EPIs e repasses – Foto: Marcelo Martins

Desde o começo da pandemia, o município vem priorizando o combate ao coronavírus de várias maneiras. Foram investidos R$ 11,2 milhões em recursos próprios, R$ 1,5 milhão da Câmara de Vereadores, R$ 169 mil em doações e R$ 75 milhões em recursos da União para compra de testes, medicamentos, EPIs e repasses para estruturação dos leitos.

Além disso, foram implantados 105 novos leitos de enfermaria no Hospital Misericórdia para dar suporte aos hospitais da região central de Blumenau. Segundo as autoridades do município, o objetivo continua sendo salvar vidas.

E o Executivo local trabalha com o fato de que as UTIs estão muito vinculadas a isso, pois são o último recurso ao qual a população poderá recorrer.

Esforço redobrado em defesa dos blumenauenses

Serviço Alô Saúde funciona pelo telefone 156 – Foto: Divulgação PMBServiço Alô Saúde funciona pelo telefone 156 – Foto: Divulgação PMB

Em todo o Brasil há uma enorme dificuldade, não somente de implantar novos leitos de UTIs, mas de colocá-los em funcionamento, com profissionais qualificados para esses serviços. Em Blumenau não é diferente, e o esforço tem sido redobrado a cada dia.

Contratar profissionais, estruturar os espaços de saúde para melhor atender a todos é o principal objetivo do município. Assim, a busca pelos 94 leitos possíveis é a missão dos hospitais com apoio atual do executivo de Blumenau, em trabalho conjunto com vários segmentos da sociedade.

Isolamento, máscara e higiene são essenciais

Estrutura foi organizada para atender e instruir a população – Foto: Eraldo SchnaiderEstrutura foi organizada para atender e instruir a população – Foto: Eraldo Schnaider

A Prefeitura de Blumenau destaca a importância de manter o isolamento físico entre as pessoas, nos casos em que podem ficar em casa. Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde) o termo isolamento social não é o mais correto, porque os vínculos sociais não precisam ser cortados, já que há recursos tecnológicos de comunicação.

Assim, a questão é que, fisicamente, as pessoas precisam manter distância, por respeito e proteção a si mesmas e aos demais.

O poder público também reforça as medidas de segurança, que incluem o uso de máscara (que tenham a melhor qualidade possível) sempre que sair de casa e a higienização frequente das mãos, com água e sabão ou álcool em gel.

Central de Monitoramento

Em Blumenau, as autoridades da saúde reforçam que, quem foi testado e teve resultado positivo, além das medidas de isolamento, o poder público segue monitorado/acompanhando a situação.

O trabalho é feito pelos profissionais da Secretaria de Promoção da Saúde (Semus) que atuam na Central de Monitoramento Covid-19 e seguem fazendo ligações aos pacientes com diagnóstico positivo para coronavírus.

Alô Saúde Blumenau oferece atendimento virtual

A população também pode contar com os serviços de atendimento do Alô Saúde pelo telefone 156 (opção 2).

Prefeitura de Blumenau

  • Praça Victor Konder, 2 – Centro – CEP 89010-904 – Blumenau – SC – Brasil.
  • Horário de atendimento da Prefeitura: 8h às 12h e das 13h30 às 17h30.
  • Horário de atendimento da Praça do Cidadão: 8h às 17h.
  • Telefone: (47) 3381-6000.

+

Prefeitura de Blumenau

Loading...