Adquiridos há uma semana, 100 respiradores da WEG já estão com o Governo de SC

Primeiro lote dos 500 comprados já está em posse da Secretaria de Estado da Saúde que vai distribuir para todo o estado; Outros 400 chegam até o final de junho

O governo do Estado confirmou a chegada de 100 respiradores artificiais comprados junto a WEG, empresa de Jaraguá de Sul. É apenas a primeira parte dos 500 aparelhos adquiridos na fornecedora catarinense que prometeu, até o final de junho, entregar os outros 400.

primeiro lote de respiradores oriundos da WEG, de Jaraguá do Sul – Foto: PRF/divulgação/respiradores

Apesar de toda a polêmica que perpassa os trâmites do governo de Santa Catarina, no que tange o combate ao novo coronavírus, parece que finalmente os primeiros respiradores chegarão para quem realmente precisa.

Leia também:

Na tarde desta terça-feira (26) a Polícia Rodoviária Federal escoltou os equipamentos de Jaraguá do Sul até Florianópolis. Logo após serem conferidos, deverão ser imediatamente distribuídos, segundo o governo, “em todas as macrorregiões” do Estado.

A nota do Estado que confirma a entrega também cita os municípios de Joinville, Chapecó, Itajaí, Criciúma, Brusque, Timbó, São Miguel do Oeste e Lages.

O critério de entrega, ainda segundo o ofício encaminhado pelo governo, respeita “a taxa de ocupação de leitos e o número de casos positivados das últimas 48h”.

O “reforço” chega no dia em que, dois meses depois de registrar a primeira morte pela Covid-19 em Santa Catarina, o número de óbitos já chegou a 121.

Negócio melhor

A distribuição dos primeiros equipamentos reforça a “qualidade” do negócio envolvendo o governo e a empresa jaraguense já que, na última semana, foi confirmada a aquisição de 500 ventiladores pulmonares pelo preço de R$ 30 milhões.

A título de comparação, o episódio que marcou toda a polêmica e exonerou dois secretários e uma superintendente do Executivo, até o momento, foi o da compra de 200 ventiladores junto a Weigamed pelo preço de R$ 33 milhões.

Adquiridos ainda em março, em pagamento adiantado, eles ainda não estão a disposição da população e, sequer, reúnem a certeza de que são úteis para o atual momento.

Weigamed sem novidades

Em contato com a empresa responsável por entregar 200 respiradores para o governo do Estado, por meio da assessoria, foi informado que “não há novidades”.

Dos 200, 50 estão retidos no Aeroporto Internacional de Florianópolis, sob os cuidados da Receita Federal. Além da demora na retirada, o governo está sinalizando com a forte tendência de esses aparelhos não serem “suficientes” para o que o momento precisa. Os outros 150 aparelhos, por outro lado, não tem sequer uma data para serem entregues.

+

Saúde