Alimentação saudável como forma de prevenção

Entenda como bons hábitos na alimentação podem influenciar sua saúde e bem-estar

Manter a alimentação nutritiva faz toda a diferença na saúde – Foto: Divulgação/Cia da SaúdeManter a alimentação nutritiva faz toda a diferença na saúde – Foto: Divulgação/Cia da Saúde

Em tempos de pandemia, manter a alimentação nutritiva e equilibrada é a base fundamental para cuidar da saúde, pensar sempre em prevenção e melhorar a qualidade de vida.

Este tema se tornou ainda mais evidente no último ano, quando a Covid-19 ascendeu um alerta ao brasileiro, que passou a dar mais atenção aos hábitos, tanto sociais como alimentares.

Um estudo realizado pela NutriNet Brasil, núcleo de pesquisas da Universidade de São Paulo (USP), observou que durante a pandemia, o brasileiro aumentou o consumo de produtos in natura, como hortaliças, frutas e feijão, por exemplo.

A pesquisa realizada com 10 mil brasileiros mostrou um aumento no consumo de alimentos saudáveis de 40,2% para 44,6% durante a pandemia.

Com base nestes dados, a nutricionista Carla Espíndola, da Cia da Saúde, uma rede de franquias que possui mais de 130 lojas no país, percebeu, através dessa expansão, uma crescente procura pelos alimentos saudáveis para a prevenção de doenças no último ano.

O Saúde Mais ouviu Carla Espíndola sobre os hábitos e alimentos extremamente eficazes no auxílio da imunidade, aumento da capacidade física e cognitiva.

A prevenção é o melhor remédio

A alimentação é o meio pelo qual nós conseguimos energia e os nutrientes necessários para a manutenção do nosso corpo e da nossa saúde física e mental. Por meio dela temos acesso aos carboidratos, proteínas e gorduras, além das vitaminas, compostos bioativos e minerais, essenciais para o funcionamento do nosso metabolismo. São estes nutrientes que, em sinergia, vão comandar o funcionamento máximo de cada tecido, promovendo saúde física, mental e bem-estar.

Alimentos naturais como frutas e verduras: pontos positivos para a imunidade – Foto: Divulgação/Cia da SaúdeAlimentos naturais como frutas e verduras: pontos positivos para a imunidade – Foto: Divulgação/Cia da Saúde

Pensando em imunidade e na saúde como um todo, podemos dizer que os alimentos que vão auxiliar nosso sistema imunológico são aqueles naturais, que não precisaram passar pelo processamento industrializado, nesses encontramos o equilíbrio e a coerência entre os nutrientes, que se completam de forma que nosso corpo consiga utilizar seu valor nutricional para promover a boa saúde.

Alimentos naturais como as frutas e verduras, proteínas de qualidade como peixes e até carnes magras, cereais integrais, preservam boa parte de seus nutrientes e fibras.

Todos estes alimentos trazem pontos positivos para nossa imunidade, pois neles encontraremos gorduras boas como ômega 3 (peixes de água profundas, oleaginosas e sementes), ômega 6 (oleaginosas e sementes), ômega 9 (abacate, azeite de oliva), carboidratos não refinados ricos em fibras, proteínas de boa qualidade, vitaminas como C, D A, complexo B e minerais como zinco, selênio, ferro, além de compostos bioativos (como o resveratrol das uvas, a epigalocatequinagalato do chá verde e os polifenóis do cacau) dentre outros que, juntos, auxiliarão no funcionamento do sistema imune.

Já no alimento processado temos o excesso de elementos que podem causar um desequilíbrio na nossa saúde, excesso de açúcares, gorduras trans, sal, aditivos como conservantes, que alteram nossa microbiota intestinal, aromatizantes e edulcorantes, muitas vezes sintéticos. Manter a alimentação pautada em alimentos industrializados promoverá excessos de radicais livres e respostas inflamatórias, prejudicando o metabolismo e a saúde como um todo.

Alimentos que devem compor nossa alimentação

A alimentação diária deve ser composta por alimentos preferencialmente naturais ou minimamente processados, com carboidratos não refinados, ricos em fibras, proteínas magras, aporte equilibrado de gorduras boas como ômega 3,6 e 9, além de alimentos fontes de vitaminas e minerais, como as frutas e verduras. Se puder ser composta por alimentos de origem vegetal e animal, é bom. Orgânicos, melhor ainda!

Alimentos saudáveis são essenciais, diariamente.  Foto: Getty Images/iStockphoto/NDAlimentos saudáveis são essenciais, diariamente.  Foto: Getty Images/iStockphoto/ND

Abaixo, seguem exemplos:

– Cereais e derivados

Arroz integral, quinoa, aveia, trigo, centeio e outros. São ricos em vitaminas do complexo B, A, C e E, minerais como zinco, cálcio, ferro, potássio, além de serem ótima fonte de proteínas, aminoácidos e fibras.

– Leguminosas

Feijões, lentilhas, grão-de-bico, soja, dentre outros. Ricos em proteínas, fibras, vitaminas A, C, E, complexo B, cálcio, zinco, magnésio, manganês, potássio, fósforo, ferro, cobre, selênio e fibras.

– Sementes:

Linhaça, gergelim, chia, abóbora, girassol, ricas em fibras e gorduras boascomo ômegas 3,6 e 9.

– Oleaginosas:

Amendoim, nozes, avelã, amêndoa, castanhas, entre outras, ricas em proteínas, fibras e diversas vitaminas como as do complexo B, C, E e K; minerais como cobre, magnésio, zinco, cálcio, potássio, fósforo e gorduras boas como ômega 3, 6 e fitoesteróis.

Além desses alimentos, tubérculos como as batatas, inhame e mandioca, as frutas, verduras, legumes, temperos e especiarias naturais (cúrcuma, orégano, pimentas, canela entre outros) também fazem parte de uma alimentação saudável.

Quer saber mais?

Cia da Saúde

Instagram

Site (redeciadasaude.com.br)

(48) 3258-6972

+

Saúde Mais