Alto Vale do Itajaí volta para nível grave de contágio do coronavírus

Conforme a nova matriz de risco do governo do Estado, houve piora na situação dos 28 municípios que compõem a região

O Alto Vale do Itajaí voltou para o nível grave de transmissão do coronavírus. Isso significa que, conforme a matriz de risco do governo do Estado, a situação da região piorou nos últimos dias.

Na imagem aparece uma jovem com uma máscara branca das mãos cobrindo nariz e boca.Alto Vale do Itajaí volta para nível grave de contágio do coronavírus – Foto: Ricardo Wolffenbuttel/Governo de SC/ND

A Associação dos Municípios do Alto Vale do Itajaí informou na tarde desta quarta-feira (28) que não tem previsão de divulgar medidas conjuntas para as 28 cidades que compõem a região.

Entretanto, alguns municípios já planejam ações. Em Rio do Sul, por exemplo, a prefeitura trabalha na elaboração de um novo decreto com medidas para tentar conter  o vírus.

O documento deve ser divulgado nesta quinta (29) e trará, em outras orientações, a proibição da volta às aulas presenciais, bem como desautoriza a realização de eventos e a reabertura de cinemas e teatros.

No boletim nesta terça-feira (27), o Alto Vale do Itajaí somava 5.831 casos positivos e 70 mortes em decorrência da Covid-19. 

Confira as restrições para regiões em risco Grave, conforme artigo 4º da Portaria 592, da Secretaria de Estado da Saúde:

I – suspensão do acesso de público a competições esportivas públicas ou privadas, oficiais ou não;

II – suspensão de atividades em cinemas, teatros, casas noturnas, museus, assim como de eventos, shows e espetáculos que acarretem reunião de público;

III – suspensão das aulas presenciais nas unidades das redes pública e privada de ensino, municipal, estadual e federal, relacionadas a educação infantil, ensino fundamental, nível médio, educação de jovens e adultos (EJA) e ensino técnico, sem prejuízo do cumprimento do calendário letivo, o qual deverá ser objeto de reposição oportunamente;

IV – suspensão de concentração e de permanência de pessoas em espaços públicos de uso coletivo, como parques, praias e praças, com exceção da prática de esportes individuais;

V – autorização de funcionamento dos serviços públicos municipais,
estaduais e federais de forma presencial, respeitado o limite de 30% do
total de agentes públicos em exercício nos respectivos órgãos, excetuados os serviços essenciais;

VI – fiscalização e encerramento das atividades de estabelecimentos
que não estejam atendendo às normas sanitárias de prevenção à COVID-19, sejam elas orientadas por regramento específico ou geral, como uso obrigatório de máscara, distanciamento entre pessoas, prioridade à ventilação natural e disponibilização de álcool 70% para higienização das mãos.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Blumenau e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Saúde

Loading...