Diretor-presidente da Anvisa nega ter tomado cloroquina contra a Covid-19

Barra Torres negou o uso do remédio quando esteve infectado pela doença, em maio de 2020, ao falar a senadores na CPI da Covid

O diretor-presidente da Anvisa, Antonio Barra Torres, fechou seu depoimento na CPI da Covid nesta terça-feira (11) negando que tomou cloroquina durante sua infecção pela Covid-19, em maio de 2020.

Diretor-presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, Antonio Barra Torres – Foto: Jefferson Rudy/Agência SenadoDiretor-presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, Antonio Barra Torres – Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

A resposta veio após a última pergunta da sessão, do senador Humberto Costa (PT-ES), em um de muitos posicionamentos contrários ao medicamento expostos por Barra Torres durante sua oitiva.

Durante mais de seis horas de depoimento, Barra Torres, que também é médico de formação,  afirmou ser contrário à aplicação da substância em qualquer fase do tratamento da Covid-19.

Ele, porém, citou um estudo em aberto para avaliar dados da aplicação do remédio em casos leves de infectados, que poderia trazer novas conclusões sobre a cloroquina.

O estudo deve ser finalizado em dezembro deste ano, segundo o Barra Torres. “Mas, até o presente momento, não há indicação de uso”, pontuou.

O almirante confirmou que estava na reunião interministerial na qual se cogitou mudar a bula do medicamento por meio de decreto, para colocar o produto como alternativa oficial ao tratamento da Covid-19, ao qual Barra Torres disse ter se oposto com firmeza na ocasião.

O depoimento se somou ao do ex-ministro da Saúde, Henrique Mandetta, que foi o primeiro a divulgar a reunião na CPI.

Segundo Barra Torres, estavam na reunião o então ministro da Casa Civil (hoje da Defesa), Walter Braga Netto, o ex-ministro da Saúde Mandetta e a médica defensora da cloroquina e do tratamento precoce Nisa Yamaguchi.

Em determinado momento, contou, a doutora Nise Yamagushi sugeriu a mudança na bula e ele prontamente rejeitou a ideia. “Minha reação foi imediata, dizendo que aquilo não poderia ser”, disse aos senadores.

Spray nasal

O spray nasal, outro medicamento propagandeado por pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) como possível tratamento precoce contra a Covid-19, também foi citado por Barra Torres durante seu depoimento.

Depoimento aconteceu nesta terça-feira – Foto: Jefferson Rudy/Agência SenadoDepoimento aconteceu nesta terça-feira – Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

“Não tivemos mais notícias, pelo menos que eu me lembre aqui, dessa questão do spray nasal” afirmou, em resposta ao senador Fabiano Contarato (Rede-ES), pontuando que iria confirmar a informação com os técnicos da Anvisa posteriormente.

Em fevereiro deste ano, uma comitiva de dez pessoas, liderada pelo ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, viajou a Israel para assinar acordo de entendimento sobre o spray nasal Exocd24. Em testes iniciais, o medicamento teria ajudado na recuperação de pacientes graves e moderados de Covid-19.

O objetivo era fazer com que a terceira fase de testes seja realizada com pacientes brasileiros.

Torres diz discordar de falas de Bolsonaro sobre vacinas

Também durante o depoimento, Barra Torres disse ser contrário às declarações do presidente Jair Bolsonaro, nas quais ele teria minimizado a importância da vacinação contra a pandemia ou pôs em dúvida os imunizantes.

Ao ser questionado pelo relator da comissão, Renan Calheiros (MDB-AL), como ele via as falas de Bolsonaro – citou, por exemplo, a brincadeira sobre o risco de virar jacaré para quem tomasse o imunizante da Pfizer -, Barra Torres declarou que isso “vai contra tudo o que nós [da Anvisa] temos protagonizado em todas nossas manifestações públicas”.

“Entendemos que a política de vacinação é essencial. Se todos estamos sentados aqui nessa sala é porque um dia nossos pais nos levaram para se vacinar”, disse o presidente da agência. “Discordar de vacina ou falar mal de vacina não guarda razoabilidade histórica”, concluiu.

Veja na íntegra:

+

Saúde

Loading...