Governo comprará 100 milhões de doses da vacina CoronaVac, diz Pazuello

Desenvolvidas pelo Butantan, doses da CoronaVac integrarão plano nacional. Expectativa mais favorável prevê início de imunização no dia 20 de janeiro

O Governo Federal comprará 100 milhões de doses da CoronaVac, anunciou nesta quinta-feira (7) o ministro da Saúde Eduardo Pazuello. O imunizante desenvolvido pela fabricante chinesa Sinovac, em pareceria com o Instituto Butantan, tem eficácia de 78% e está mais próximo de ser a primeira vacina contra a Covid-19 liberada no Brasil.

Pazuello convocou uma coletiva de imprensa na tarde desta quinta-feira. O ministro atualizou sobre a situação do plano de vacinação contra a Covid-19 previsto para o país, e detalhou a medida provisória que flexibiliza regras para compra de vacinas e insumos contra a Covid-19, publicada nesta quarta-feira (7).

Pazuello, durante coletiva de imprensa sobre MP que flexibiliza compra das vacinas contra Covid-19 – Foto: TV Brasil/Divulgação/NDPazuello, durante coletiva de imprensa sobre MP que flexibiliza compra das vacinas contra Covid-19 – Foto: TV Brasil/Divulgação/ND

Também deu três previsões para o início da vacinação no país, que ainda não conta com imunizantes aprovados. A previsão mais favorável do Governo Federal estima que os brasileiros começarão a ser imunizados até o dia 20 de janeiro, após aprovação dos imunizantes da Fiocruz (Oxford/AstraZeneca) e do Butantan (CoronaVac).

O segundo prazo prevê início da vacinação entre os dias 20 de janeiro e 10 fevereiro. Caso exista algum percalço, a vacinação deve iniciar até o início de março.

Totalizando doses das duas vacinas, Pazuello assegura que o Brasil terá 354 milhões de doses em 2021. Cerca de 15 milhões de doses mensais deverão ser produzidas pela Fiocruz e pelo Instituto Butantan, totalizando a produção de 30 milhões de doses por mês no país.

354 milhões de vacinas

O Governo Federal negocia a compra de vacinas distintas. Com a Oxford/AstraZeneca, o Governo Federal assinou contrato de R$ 1.9 bilhões que prevê a produção de 254 milhões de doses pela Fiocruz.

No caso, o país compra a tecnologia e a infraestrutura para a produção local. Cada dose custa cerca de $3,75. A previsão é que até julho, 20 milhões de doses sejam produzidas no Brasil.

A CoronaVac tem um valor unitário de pouco mais de $10. Como a vacina necessita da aplicação de duas doses por pessoa, o valor por pessoa é cerca de $21. O Butantan já conta com seis milhões de doses importadas da CoronaVac, e outras cinco milhões já produzidas em solo brasileiro.

Dos 100 milhões negociados, as primeiras 46 milhões de doses devem ser entregues até abril. O restante será entregue no decorrer do ano. “Toda a produção do Butantan pertence, a partir deste momento, ao Plano Nacional de Imunização. Elas serão distribuídas de forma equitativa e proporcional por Estado”

Outras vacinas

O governo federal mantêm outros imunizantes no radar. Pazuello anunciou que o Ministério da Saúde vem negociando com um laboratório brasileiro a compra da vacina russa Sputnik. As quantidades e os valores ainda são negociados.

Outras três vacinas, Moderna, Janssen (J&J) e Pfizer também são alvos negociação. A primeira é muito cara, detalha Pazuello, avaliada em $37 por dose (duas doses são necessárias), e com perspectiva de entrega apenas em outubro de 2021.

Sem dar muitos detalhes, Pazuello afirmou que o imunizante Janssen, produzida pela Johnson & Johnson, seria “o melhor negócio”, levando em conta o valor e a eficácia. Entretanto a fabricante oferece apenas três milhões de doses, a serem entregue à partir de maio.

Já a vacina da Pfizer esbarra em problemas contratuais. Entre outras coisas, a fabricante exige isenção jurídica, caso sejam registrados efeitos colaterais. Outro aspecto é o armazenamento, uma vez que a vacina deve ser mantida a cerca de -70º.

Prioridade ao setor público

Por fim, o ministro ressaltou que a “produção de vacinas do país é prioritária do Ministério da Saúde, gratuita aos brasileiros. O excedente [de vacinas] vai para ao setor privado”.

+

Saúde

Loading...