Após explosão de contaminados, Chapecó não registra mortes por Covid-19

Dados mostram queda no número de contaminados na maior cidade do Oeste catarinense

Chapecó, no Oeste de Santa Catarina, não registrou mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas, segundo o Boletim Epidemiológico desta sexta-feira (16). A cidade registrou óbitos em quase todos os dias de abril, exceto nos dias 7, 11 e 13. A maior cidade da região já contabiliza 570 mortes em razão da doença.

Pico de mortes registradas em Chapecó ocorreu em março – Foto: Reprodução/Prefeitura de Chapecó/NDPico de mortes registradas em Chapecó ocorreu em março – Foto: Reprodução/Prefeitura de Chapecó/ND

No primeiro trimestre de 2021, Chapecó registrou o maior número de pacientes positivados pela doença, principalmente a partir de 10 de janeiro, quando houve um aumento acelerado de contaminação. À época atingiu uma média de 608 novos casos por dia, entre 14 e 20 de fevereiro, considerado o maior pico apresentado nesta pandemia.

Atualmente a média é de 59 novos casos diários de coronavírus, o que representa uma queda de 90,3% em relação ao maior pico já registrado da doença.

Óbitos por Covid-19

O primeiro óbito confirmado em Chapecó, em razão da Covid-19, foi em 17 de maio de 2020. Neste ano de 2021, o contágio da doença aumentou, o que disparou o índice de mortes no primeiro trimestre. 

Em fevereiro deste ano houve um aumento de 668% em relação ao mês anterior, com 146 mortes. Em janeiro foi registrado 19 óbitos. Já em março, no ápice de enfrentamento ao coronavírus, Chapecó registrou 241 mortes. Somente no dia 1º de março, 20 pessoas morreram decorrentes da Covid-19.

Os meses de fevereiro, março e abril juntos, segundo o informativo, representam 74,2% da totalidade dos óbitos causados pela Covid-19 desde o início da pandemia.

Número de óbitos por mês em Chapecó desde o início da pandemia – Foto: Prefeitura de Chapecó/Divulgação NDNúmero de óbitos por mês em Chapecó desde o início da pandemia – Foto: Prefeitura de Chapecó/Divulgação ND

Idades de pacientes acometidos pela doença

A faixa etária que mais apresentou mortes em Chapecó é de moradores de 60 a 69 anos (153 óbitos), seguido por aqueles de 70 a 79 anos (146 óbitos) e de 50 a 59 anos (93 óbitos). Apesar da alta prevalência de óbitos na população idosa, a partir de fevereiro de 2021 houve significativo aumento de óbitos nas demais faixas etárias.

Na população de 30 a 39 anos houve aumento de 750% e na população de 20 a 29 anos e 40 a 49 anos 700% de aumento nos óbitos. Os óbitos na faixa etária de 50 a 59 anos aumentaram 564% de fevereiro até hoje.

Número de óbitos e letalidade de Covid-19, segundo faixa etária – Foto: Prefeitura de Chapecó/Divulgação NDNúmero de óbitos e letalidade de Covid-19, segundo faixa etária – Foto: Prefeitura de Chapecó/Divulgação ND

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Chapecó e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Saúde