Após morte da mãe por Covid-19, filho é internado com suspeita da doença em Agronômica

O homem, de 49 anos, está em estado grave no Hospital Oase de Timbó; idosa morreu no sábado no Hospital Regional Alto Vale, em Rio do Sul

Após a morte da mãe pelo novo coronavírus (Covid-19) – uma idosa de 67 anos – seu filho, de 49, está internado em estado grave no Hospital Oase de Timbó. Segundo a secretaria de saúde de Agronômica, município onde ambos moravam, o resultado que confirma a infecção deve ser divulgado nas próximas horas.

Idosa, 67 anos, morreu neste sábado (16) em Rio do Sul, no Vale do Itajaí – Foto: Divulgação/ND

H. P. S. morreu no sábado (16) no Hospital Regional Alto Vale em Rio do Sul. Ela tinha hipertensão, insuficiência cardíaca e uma ferida decorrente da diabetes. Ela só foi encaminhada à unidade hospitalar no dia em que faleceu, quando o quadro já era grave.

O exame PCR foi feito também no sábado e o resultado positivo foi divulgado na manhã de segunda-feira (18). Sem velório, seguindo as recomendações do Ministério da Saúde, ela foi sepultada no cemitério da localidade de Alto Serrinha, em Agronômica.

Leia também:

Filho não acreditava na doença

Ainda no sábado, o filho da idosa procurou atendimento numa unidade básica de saúde apresentando sintomas da Covid-19.

Pela gravidade dos sintomas, ele foi levado ao Hospital Regional Alto Vale, mas precisou ser transferido ao Hospital Oase, de Timbó. De acordo com a secretaria de saúde de Agronômica, isso aconteceu pois no segundo hospital é referência no tratamento da Coivd-19.

O órgão disse ainda que a suspeita é que o filho tenha contaminado a mãe. Segundo relato dos funcionários da Secretaria que o atenderam, ele não usava máscaras ao andar pela cidade e não acreditava na gravidade da doença.

A idosa não morava com o filho, mas recebia visita frequentes dele. A esposa do homem também aguarda o resultado do teste.

Demais familiares dos dois estão em isolamento domiciliar e são monitorados pela secretaria de saúde.

A cidade, que tem pouco mais de 5 mil habitantes de acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), monitora, no total, três casos da doença.

Versão da família

A família acredita que a contaminação pelo vírus tenho ocorrido por uma pessoa que visitou a casa da idosa dias antes de ela ficar doente.

Uma familiar, que preferiu não se identificar, disse que esse visitante apresentava sintomas gripais.

O filho teria se contaminado ao visitar a mãe. Nessa quarta (20), às 11h30, ele ainda estava internado e aguardava o resultado do teste para Covid-19.

+

Saúde