Ocioso após veto da Índia, avião das vacinas levará oxigênio a Manaus

Aeronave disponibilizará sua capacidade máxima para o transporte da carga; pedido foi feito pelo Ministério da Saúde à companhia aérea Azul

Depois de ter o voo à Índia cancelado, o avião que iria buscar um lote de dois milhões de vacinas contra a Covid-19 agora será usado para levar oxigênio a Manaus (AM). O pedido foi feito pelo Ministério da Saúde à companhia aérea Azul, proprietária da aeronave.

Avião da Azul levará oxigênio a Manaus para abastecer hospitais – Foto: Divulgação/Metrópoles/NDAvião da Azul levará oxigênio a Manaus para abastecer hospitais – Foto: Divulgação/Metrópoles/ND

A iniciativa tem como objetivo ajudar a abastecer os hospitais da capital amazonense. O Airbus A330neo da companhia decola do Recife (PE) às 23h (horário local) de sexta-feira (15) com destino a Campinas (SP), de onde deverá partir, neste sábado (16), com o carregamento dos cilindros de oxigênio para Manaus. A aeronave da companhia levará sua capacidade máxima para esse tipo de carga.

“Nossa intenção é ajudar o Brasil e os brasileiros e não mediremos esforços para oferecer apoio logístico no transporte de matérias para o combate à Covid-19. Estamos prontos para voar à Índia e também para transportar o que for necessário dentro do Brasil no intuito de ajudar o país na atual situação”, diz John Rodgerson, presidente da Azul.

Situação em Manaus

Os hospitais de Manaus continuam lotados e não há oxigênio suficiente para todos os pacientes. Profissionais da área que atuam no estado relatam que o estoque de oxigênio para pacientes com Covid-19 chegou ao fim em hospitais da região.

Sem oxigênio para atender pacientes graves, Manaus precisou transferir 750 pacientes para outros estados, já que pessoas morreram sem receber o tratamento adequado.

+

Saúde