Busca voluntária

No blog do projeto Busca voluntária você encontra boas notícias para inspirar o seu dia.


Após campanha online, marca vai doar R$ 480 mil em calcinhas absorventes 

No final de maio, a Pantys, marca de calcinhas absorventes, organizou uma campanha online para movimentar um assunto pouco falado e compartilhado: a pobreza menstrual, que atinge mais de 500 milhões de meninas e mulheres ao redor mundo. Com o apoio de usuários das redes sociais (que compartilharam posts com a hashtag #pantysprotest) e de celebridades, que reverteram seus cachês integralmente em doações, a empresa arrecadou R$ 480 mil em calcinhas absorventes, que serão doadas a mulheres em situação de vulnerabilidade social.

Leia mais: Veja hábitos que contribuem para saúde do corpo e da mente
Absorvendo o Tabu: filme retrata menstruação na Índia

Doação de calcinhas absorventes

O valor arrecadado com a campanha online será revertido a 23 ONGs que atuam contra a pobreza menstrual. Entre elas, iniciativas como Nós Mulheres, Projeto Ballet Manguinhos, Bloody Good Period (Reino Unido), Regles Elementaires, Me Empodera, Novos Sonhos, Associação Mulheres de Paraisópolis, Os Vicentinos, Centro Irmã Rita Cavenaghi, Casa Padre Pio, Recanto Nossa Senhora de Lourdes, Lar Os Girassóis, Orfanato Santa Rita de Cássia, Lar Casa Viva e Missão Clara e Francisco.

“A luta diária dessas mulheres é por higiene e dignidade. Este assunto precisa ser diariamente discutido. Desde o início da Pantys, sempre tivemos como pilar a sororidade e as doações. Desta maneira, estaremos proporcionando dignidade menstrual para meninas e mulheres que tem seu dia a dia prejudicado por falta de higiene e produtos “, afirma Maria Eduarda Camargo, sócia-fundadora da marca.

Emily Ewell, que também é sócia-fundadora da Pantys, acredita que produtos reutilizáveis para menstruação precisam fazer parte da solução social de acesso a higiene menstrual. “Com as calcinhas absorventes é possível lavar e reutilizar a mesma peça por dois anos, trazendo uma opção duradoura e não descartável. Afinal, poder lavar as próprias calcinhas e não mais depender unicamente de um produto não reutilizável é fundamental”, explica.

Precisa de voluntários para sua ONG? Clique aqui, cadastre sua entidade e publique sua