Busca voluntária

No blog do projeto Busca voluntária você encontra boas notícias para inspirar o seu dia.


Dia Mundial do Meio Ambiente: 13 dicas para economizar energia

div>Celebrado em 5 de junho, o Dia Mundial do Meio Ambiente busca alertar a sociedade sobre a necessidade de preservar a natureza. Quem quer adotar atitudes mais sustentáveis pode começar com pequenos gestos dentro de casa. Reduzir o consumo de energia, por exemplo, é essencial para poupar o planeta e, de quebra, economizar dinheiro.

LEIA MAIS: ELETRICIDADE E GÁS: MERCADO LIVRE APOSTA EM TRANSPORTE SUSTENTÁVEL
PROJETO TRANSFORMA CAIXAS DE SUCO EM TELHAS PARA CASAS POPULARES

O Busca Voluntária e Rodrigo Freire, especialista em energia limpa e CEO da startup Holu, que atua no ramo de energia solar, prepararam uma lista com 13 dicas para economizar energia. Confira!

Dia Mundial do Meio Ambiente: 13 dicas para economizar energia

1. Desconecte da tomada os aparelhos fora de uso 

Muitos eletrodomésticos e aparelhos eletrônicos, tal como televisores, carregadores de celular e notebooks, consomem energia mesmo quando não estão sendo usados. Por isso, o ideal é desconectar tudo das tomadas e plugar os pinos somente quando for necessário.

2. Apague as luzes

Embora seja uma tarefa bem básica, apagar luzes que não estão sendo utilizadas faz muita diferença no fim do mês. Um jeito prático e simples de se lembrar sempre dessa obrigação é colocar adesivos ou plaquinhas espalhadas pelos interruptores da casa ou do condomínio. Elas podem trazer mensagens educativas para chamar a atenção e ajudar a cultivar o hábito.

3. Aposte nas lâmpadas corretas

O simples fato de trocar as opções incandescentes por fluorescentes já é eficaz para economizar energia. Os modelos LED são ainda melhores, pois não utilizam mercúrio.

4. Abuse da iluminação natural

Uma das vantagens de viver em um país tropical é a possibilidade de abusar da luz natural praticamente o dia todo. Em muitos casos, ela pode ser usada durante o trabalho, para ler ou enquanto a pessoa faz alguma atividade pela casa.

5. Prefira aparelhos econômicos

Ao adquirir ou trocar produtos eletrônicos nacionais, opte pelos que possuem o selo de eficiência energética do Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (Procel) e, entre eles, aqueles que consomem menos energia. No caso de produtos importados, escolha os que têm o selo Energy Star.

6. Tome cuidado com o chuveiro elétrico

Chuveiros elétricos costumam ser os maiores consumidores de energia das residências. Por isso, verifique a possibilidade da instalação de chuveiros a gás ou solares nos prédios, diminua o tempo de banho e, em dias quentes, coloque a chave de eletricidade do aparelho na posição “verão”.

7. Fique de olho na geladeira

Nunca encoste a geladeira nas paredes, pois o posicionamento pode aumentar o consumo de energia. Além disso, mantenha o aparelho bem higienizado e verifique as borrachas de vedação com frequência, limpando-as de tempos em tempos com um pano úmido.

8. Instale sensores de luz

Os sensores permitem que as luzes se apaguem automaticamente quando não há ninguém no ambiente. Esse é um investimento que vale a pena e contribui muito para a economia de energia.

9. Prefira paredes de cores claras

Evite pintar paredes e tetos com cores escuras, porque elas refletem menos luz. Consequentemente, é preciso usar lâmpadas mais potentes, que consomem mais energia.

10. Reduza as despesas com aquecimento de água

O aquecimento da água com chuveiro elétrico é um dos principais contribuintes para o consumo total de energia. Para economizar, é possível adquirir um aquecedor de água mais eficiente, instalar opções solares ou simplesmente usar menos água quente, diminuindo o termostato.

11. Evite uso durante o horário de pico

Sempre que for possível, utilize aparelhos elétricos fora do intervalo das 17h30 às 21h, quando o consumo costuma ser maior, aumentando a possibilidade de uso de bandeira vermelha (mais cara).

12. Opte por um aparelho de ar-condicionado inteligente

Na hora de adquirir o seu aparelho, dê preferência aos modelos que contam com a tecnologia Inverter, que reduz o consumo de energia quando detecta que o cômodo precisa de menos refrigeração ou aquecimento. Também vale a pena manter a temperatura entre 21° e 23°C e limpar regularmente os filtros do equipamento.

13. Invista em energia solar

Ao contrário dos combustíveis fósseis, o processo de geração de eletricidade a partir de painéis solares não emite dióxido de enxofre, óxidos de nitrogênio e dióxido de carbono – poluentes com efeitos nocivos para a saúde humana e que contribuem negativamente para as mudanças climáticas. Por isso, a energia solar é considerada, no mundo todo, uma fonte de energia renovável muito promissora para combater a crise climática e os impactos da poluição por combustíveis fósseis no planeta.

Nas residências, a instalação de um sistema solar garante autonomia energética, redução de até 95% na conta de luz e uma fonte ilimitada de energia por até 30 anos, com baixa necessidade de manutenção. Além disso, o investimento inicial é recuperado em até quatro anos.