Blumenau descentraliza vacinação da Covid-19 e reduz agendamentos para ampliar imunização

Primeira dose será aplicada nas unidades de saúde e adultos não precisarão agendar o atendimento; central fica exclusiva para segunda dose e antecipação

Blumenau vai mudar o sistema de vacinação contra a Covid-19 a partir desta quinta-feira (28) para ampliar o alcance da imunização. Atualmente com 54,2% da população imunizada, a intenção é agilizar a vacinação dos públicos que ainda estão defasados, como a população a partir de 18 anos.

Central de Vacinação da Covid-19 em Blumenau no Setor 3 da Vila Germânica – Foto: João Vitor Korc/PMBCentral de Vacinação da Covid-19 em Blumenau no Setor 3 da Vila Germânica – Foto: João Vitor Korc/PMB

A vice-prefeita e coordenadora da Comissão de Imunização Maria Regina Soar explica que a descentralização é possível porque o município tem uma quantidade de vacinas significativa em estoque e baixa procura de alguns públicos, como a população acima de 18 anos. A intenção seria facilitar o acesso da população ao imunizante.

“Na verdade nós gostaríamos que todos já estivessem vacinados porque já estamos com este agendamento aberto há meses, mas como ainda temos pessoas a serem vacinadas e há uma discussão sobre algumas mudanças nos regramentos que devem exigir um mínimo da população imunizada, estamos fazendo isso para que todos possam tomar a vacina”, afirma.

Vacinação em Blumenau – Foto: Divulgação/Eraldo Schnaider/Prefeitura de BlumenauVacinação em Blumenau – Foto: Divulgação/Eraldo Schnaider/Prefeitura de Blumenau

Maria Regina se refere à discussão sobre a flexibilização do uso de máscaras, que ainda nesta semana será debatida em uma reunião do Conass (Conselho Nacional de Secretários de Saúde) e da CIT (Comissão Intergestores Tripartite) em Brasília. Ela acredita que deve haver um critério com percentual mínimo da população vacinada para que isto ocorra, que deve ficar em torno de 70% a 80%.

Fechamento da Central de Vacinação

A vice-prefeita afirma que não há previsão de fechamento da Central de Vacinação, mas a ideia é que a aplicação das vacinas passe gradativamente para as unidades básicas de saúde, já que a imunização contra a Covid-19 vai entrar no calendário de campanhas de vacinação.

“É uma vacina que veio para ficar, tanto que nós já temos pessoas que estão tomando o reforço. Então, a ideia é descentralizar a primeira dose para que a pessoa já tome a segunda também na unidade de saúde e assim a vacinação passe a fazer parte do sistema”, explica.

No momento, a Central de Vacinação vai aplicar apenas a segunda dose de qualquer vacina para quem já tem o atendimento agendado para o local e a antecipação da segunda dose da Pfizer, que já foi enviada ao município. Em breve, segundo Maria Regina, o local também deve ser utilizado para a antecipação da segunda dose da vacina Astrazeneca, que já está prevista.

Veja como fica a vacinação da Covid-19 em Blumenau com a descentralização da Central de Vacinação:

  • Pessoas entre 12 e 17 anos: aplicação da primeira dose da vacina contra Covid-19 nos AGs (Ambulatórios Gerais), com agendamento.
  • Pessoas acima dos 18 anos: aplicação da primeira dose da vacina contra Covid-19 nos ESFs (Estratégia Saúde da Família) e AGs com sala de vacina ativa, sem necessidade de agendamento.
  • Pessoas imunossuprimidas: aplicação da dose de reforço contra a Covid-19 nos AGs, mediante agendamento.
  • Pessoas acima de 60 anos: aplicação da dose de reforço contra Covid-19 nos AGs, mediante agendamento.
  • Trabalhadores da Saúde: aplicação da dose de reforço contra a Covid-19 nos AG, mediante agendamento.

Na Central de Vacinação serão atendidos apenas os agendamentos de segunda dose que já estão marcados e os casos de antecipação da segunda dose da vacina da Pfizer de 12 para oito semanas.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Blumenau e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Saúde

Loading...