Blumenau segue em risco grave e pandemia avança no Médio Vale do Itajaí

Dimensões que avaliam número de mortes e capacidade de monitoramento e atendimento tiveram alta na atualização semanal da avaliação de risco potencial feita pelo governo de SC

O governo de Santa Catarina divulgou na noite desta quarta-feira (11) a atualização do mapa de risco potencial que avalia a extensão da pandemia de Covid-19 no Estado e, apesar do Médio Vale do Itajaí ter mantido a classificação de risco grave, três dos quatro índices que compõem a nota da região subiram de patamar.

Mapa de risco divulgado pela SES nesta quarta-feira (11) – Foto: SES/Divulgação/NDMapa de risco divulgado pela SES nesta quarta-feira (11) – Foto: SES/Divulgação/ND

A nota final do mapa é composta por quatro itens avaliados separadamente: evento sentinela, que mede a mortalidade da Covid-19; transmissibilidade, que calcula a variação no número de confirmação e casos ativos; monitoramento, que avalia casos investigados e inquérito de síndrome gripal na comunidade; e capacidade de atenção, que mede a ocupação dos leitos de UTI.

Na atualização divulgada nesta quarta (10), a região do Médio Vale do Itajaí – da qual Blumenau é a principal cidade – dos quatro itens avaliados, três tiveram aumento em relação a atualização da semana anterior, divulgada em 4 de novembro, quando a região voltou do nível alto para grave.

Evolução das dimensões que determinam a classificação de risco da região do Médio Vale do Itajaí – Foto: ReproduçãoEvolução das dimensões que determinam a classificação de risco da região do Médio Vale do Itajaí – Foto: Reprodução

Na última semana, o que determinou a mudança de classificação do Médio Vale do Itajaí foi o item Transmissibilidade, que saltou de 3,5 para 4. Já na atualização divulgada nesta quarta (10), foram os itens Evento Sentinela, Monitoramento e Capacidade de Atenção que registraram alta (conforme imagem acima).

A alta nas notas das três dimensões também aumentou a nota total da classificação de risco, de 2,125 para 2,625. Apesar disso, a região permanece classificada como grave.

De qualquer modo, todos os itens revelam a necessidade de atenção para o risco de contaminação por coronavírus no Médio Vale do Itajaí. De acordo com os dados mais recentes* divulgados pela Ammvi (Associação dos Municípios do Médio Vale do Itajaí),  a região soma 33.821 casos confirmados, dos quais 18.029 estão em Blumenau.

O Médio Vale tem ainda 319 óbitos, sendo 165 em Blumenau, e 31.276 pessoas consideradas recuperadas.

Expansão do vírus segue em alta

A dimensão Transmissibilidade, apesar de ter se mantido estável, é a que mais chama a atenção, pois está em nível de risco gravíssimo há, pelo menos, três semanas, sendo que na atualização de 4 de novembro atingiu a nota mais alta.

Atualização mais recente mostra que a taxa de transmissibilidade está em nível gravíssimo na maior parte de SC – Foto: SES/DivulgaçãoAtualização mais recente mostra que a taxa de transmissibilidade está em nível gravíssimo na maior parte de SC – Foto: SES/Divulgação

Essa dimensão avalia a variação no número de casos novos e ativos. Para se ter uma ideia, somente em Blumenau o número de casos positivos a cada 24 horas cresce dia a dia e se aproxima do pico da doença na cidade, ocorrido no mês de julho.

Nos últimos sete dias, foram registrados em Blumenau 1.789 casos, de acordo com os dados divulgados pela prefeitura. A média móvel de casos – medida pelos sete dias – chegou a 255,57. Apenas nesta semana, do dia 8 ao dia 11 de novembro, os novos casos de infecções por coronavírus chegam a 1.031.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Blumenau e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Saúde

Loading...