Blumenau ultrapassa 1,5 mil casos de Covid-19 e prefeito pede: “por favor, nos ajudem”

Situação das UTIs preocupa, pois 21 dos 43 leitos de terapia intensiva destinados a pacientes com coronavírus estão ocupados

Conforme o boletim divulgado pela prefeitura de Blumenau na noite desta segunda-feira (22), a cidade chegou a marca de 1.530 pessoas diagnosticadas com Covid-19. Somente nos últimos 10 dias, o município teve um aumento de casos na ordem de 39,4%, considerando os 1.097 testes positivos registrados até o dia 13 de junho.

Na última semana, número de casos cresceu quase 40% – Foto: Moises Stuker/NDTVNa última semana, número de casos cresceu quase 40% – Foto: Moises Stuker/NDTV

O crescimento refletiu na ocupação dos leitos de terapia intensiva. Dos 43 destinados exclusivamente para pacientes Covid-19, 21 estavam ocupados na noite desta segunda-feira. Desses, de acordo com a prefeitura, 15 são de Blumenau, sendo 13 com testes positivos e dois aguardando os resultados. Outros seis internados nas UTIs do município vêm de outras cidades.

Para atender a demanda crescente, a cidade deve receber do governo do Estado ainda essa semana 15 respiradores. Isso vai permitir a abertura de 10 leitos de UTI no Hospital Santa Isabel e outros cinco no Hospital Santo Antônio. Será um investimento de R$ 6 milhões na rede hospitalar de Blumenau.

Leia também:

Novas medidas restritivas não são descartadas

Com base nos números, o governo municipal estuda novas medidas restritivas. O secretário de Saúde, Winnetou Krambeck, afirma que esperava uma atitude mais consciente da comunidade. Entretanto, o que observou foi o relaxamento geral do blumenauense e o consequente avanço da doença na cidade.

“Se essa situação não mudar, vamos ter que tomar algumas medidas que não seriam necessárias se a gente observasse que o povo tivesse entendimento e fosse mais ativo no combate junto com o poder público sobre o coronavírus”, ponta o secretário.

Em uma transmissão ao vivo nas redes sociais, o prefeito Mário Hildebrandt  disse que um já comitê trabalha na definição de estratégias para frear o avanço da doença. Ele não adiantou quais ações podem ser concretizadas, mas fez um apelo:

“Por favor, nos ajudem […]. Cada cidadão tem uma parte importante nessa caminhada. Nos ajudem a vencer o coronavírus. Mantenha o distanciamento social, lave as mãos, use álcool gel, use máscara, não saia de casa se não você não precisar”.

+ Saúde