Bolsonaro diz que governo tem recursos para Oeste de SC

Presidente orientou o prefeito de Chapecó a procurar o Ministério da Saúde e disse que a situação da saúde na região está sendo monitorada

Aproveitando alguns dias de folga em São Francisco do Sul, no Litoral Norte catarinense, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) falou com a imprensa ao voltar de um de seus passeios na tarde desta segunda-feira (15). Entre os assuntos, o colapso na saúde em Chapecó devido à pandemia de Covid-19.

Em entrevista, Bolsonaro falou sobre a situação no colapso da saúde no Oeste catarinense – Foto: Reprodução/Record TVEm entrevista, Bolsonaro falou sobre a situação no colapso da saúde no Oeste catarinense – Foto: Reprodução/Record TV

Sobre o colapso no Oeste, o presidente confirmou que conversou com o prefeito de Chapecó, João Rodrigues (PSD), sobre a situação e que o orientou a procurar o Ministério da Saúde. Além disso, ele reafirmou que o governo federal tem recursos para ajudar a cidade e que a situação está sendo monitorada.

“Nesta situação a gente entra em campo, como aconteceu em Manaus. Em um primeiro momento recebemos a informação de que 70% do povo de Chapecó estava contaminado, mas depois vimos que a informação era de 70% daqueles que procuraram o hospital [estavam contaminados], não da cidade. Mas a situação está sendo monitorada. Eu recebi o telefonema do prefeito e do senador Jorginho Mello e imediatamente avisei o plantonista da saúde”, disse o presidente em entrevista ao repórter André Rhode, da Record TV.

Em outro momento, Bolsonaro enfatizou que “o prefeito deve buscar o Ministério da Saúde e não simplesmente aguardar”.

Durante a passagem por Chapecó, nesta segunda-feira (15), o superintendente do Ministério da Saúde em Santa Catarina, Rogério Ribeiro, reiterou que o governo está trabalhando na articulação das ações no combate à doença no Oeste, juntamente com o Estado.

“O Governo Federal por meio do Ministério da Saúde está acompanhando a situação presencialmente de forma estratégica para garantir os recursos e insumos necessários para o enfrentamento da doença. Estamos articulando em Brasília para acelerar a disponibilidade”, salientou.

Cidade já registra mais de 19 mil casos confirmados desde o início da pandemia – Foto: Jair Correia/NDTV/NDCidade já registra mais de 19 mil casos confirmados desde o início da pandemia – Foto: Jair Correia/NDTV/ND

Recursos e possíveis transferências de pacientes

Sobre possíveis recursos para a região, o presidente disse que se Brasília contar com os meios necessários, eles podem ser disponibilizados, como, por exemplo, novos ventiladores.

“A gente pode colaborar e pedir socorro de uma cidade para outra, ajudar no transporte, como fizemos em Manaus, para outros hospitais federais da região. É isso que pode ser feito. Agora, tem o órgão específico para entrar em contato lá em Brasília sobre esse problema”, pontua.

Sobre a transferência de pacientes para outras regiões, a possibilidade já foi levantada pelo governo do Estado.

“Apesar de Chapecó e a região estarem com 100% da ocupação dos leitos, nós temos uma regulação muito robusta que traz a segurança de transportar pacientes para as unidades do entorno”, disse o secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro.

Desde o início da pandemia, Chapecó já registra 19.175 infectados pela doença. Só nesta terça-feira (16), 156 novos casos foram confirmados. Além disso, outras quatro pessoas morreram em decorrência do vírus: três homens, de 57, 51 e 54 anos, e uma mulher, de 38. Ao todo, já são 161 vítimas na cidade.

Ainda segundo o boletim, 164 pessoas estão internadas nos dois hospitais de Chapecó, sendo 58 na UTI, 88 na enfermaria e 18 em outros setores, como corredores e salas improvisadas. A SES se comprometeu a ativar mais 22 leitos de UTI Covid na cidade.

Bolsonaro em Santa Catarina

Desde sábado (13), o Presidente da República Jair Bolsonaro passa dias de folga, acompanhado da família, no Forte Marechal Luz, em São Francisco do Sul. A expectativa é de que ele deixe a cidade nesta quarta-feira (17). Esta é a segunda vez que Bolsonaro visita a cidade.

Acesse e receba notícias de Chapecó e região pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Saúde