Bolsonaro foi quem sugeriu rever vacina de adolescentes, diz Queiroga

Ministro da Saúde também afirmou que estão sendo usadas marcas de vacinas não autorizadas pela Anvisa para a faixa etária

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou nesta quinta-feira (16), que partiu do presidente Jair Bolsonaro a orientação para rever a vacinação de adolescentes no Brasil.

Na noite de quarta-feira (15), o Ministério da Saúde publicou um documento orientando a interrupção da aplicação de doses em pessoas de 12 a 17 anos sem comorbidades, apesar de a Anvisa autorizar o imunizante da Pfizer para a faixa etária.

Marcelo Queiroga afirma que Bolsonaro pediu para rever vacinação de adolescente – Foto: Gabriel Silva/Comunicação HSI/Divulgação/NDMarcelo Queiroga afirma que Bolsonaro pediu para rever vacinação de adolescente – Foto: Gabriel Silva/Comunicação HSI/Divulgação/ND

“O que o ministério da Saúde fez? Na nota técnica 40 da Secovid, retirou os adolescentes sem comorbidades. O senhor tem conversado comigo sobre esse tema e nós fizemos uma revisão detalhada no banco de dados do DataSUS”.

“A minha conversa com o Queiroga não é uma imposição. Eu levo para ele o meu sentimento, o que eu leio, o que eu vejo, o que chega ao meu conhecimento”, declarou Bolsonaro.

O presidente destacou que a Anvisa recomenda a vacinação de adolescentes com Pfizer, mas que isso não seria uma obrigação. Ainda durante a live, Queiroga refez as críticas a governadores a prefeitos, que estariam descumprindo o PNI (Plano Nacional de Imunização) ao antecipar a vacinação de adolescentes

O ministro também afirmou que estão sendo usadas marcas de vacinas não autorizadas pela Anvisa para a faixa etária. “Surpresa mais de 3,5 milhões adolescentes vacinados desde agosto”, disse o ministro.

“Alguns governadores e prefeitos estão obrigando a vacinar a molecada. Se tiver efeitos colaterais graves, eu quero saber quem vai se responsabilizar”, acrescentou Bolsonaro.

A Anvisa, contudo, emitiu nota na noite desta quinta-feira ratificando a liberação de uso da Pfizer em adolescentes e reforçou a existência de dados de segurança e eficácia.

+

Saúde

Loading...