Bombeiro é nomeado para vaga de funcionária exonerada após compra de respiradores

Vanderlei Vidal foi subcomandante-geral dos Bombeiros em SC e já ocupou esse cargo em 2019; ele substitui Marcia Regina afastada do cargo em virtude do processo administrativo

É do Corpo de Bombeiros o novo superintendente de Gestão Administrativa junto a Secretaria do Estado da Saúde. Trata-se de Vanderlei Vanderlino Vidal, ex-subcomandante-geral da corporação, nomeado para a vaga de Marcia Regina Geremias Pauli. Vanderlei, inclusive, já esteve à frente da função em 2019.

Marcia teria avalizado o pedido da compra dos 200 respiradores mecânicos, realizada ainda no final do mês de março, junto à Veigamed, empresa carioca. No último dia 27, o portal The Intercept Brasil, revelou detalhes da compra que custou R$ 33 milhões aos cofres públicos, e caiu como uma “bomba” dentro da Casa d’Agronômica. A servidora foi exonerada do cargo.

Exoneração e nomeação confirmados no Diário Oificial do Estado – Foto: Divulgação/DOExoneração e nomeação confirmados no Diário Oificial do Estado – Foto: Divulgação/DO

A troca, apesar de ter sido oficializada no último dia 24, no Diário Oficial do Estado, foi aprovada pelo governador Carlos Moisés, após pedido do secretário de Saúde do Estado, Helton Zeferino. Segundo repassado por meio de assessoria, o Executivo admite que esse afastamento ocorreu para apurar os fatos revelados pela reportagem e amplamente repercutida pela imprensa.

Antes da veiculação do material feito pelos jornalistas Fábio Bispo e Hiury Potter, o governo do Estado já uma pressão sobre a aquisição que, àquele momento, ainda soava como uma suspeita de fraude.

No último dia 28, logo após as denúncias se tornarem públicas, o governador Carlos Moisés confirmou a abertura de uma sindicância para apurar responsabilidades, além de um inquérito policial aberto pela chefia da Polícia Civil em Santa Catarina.

Bombeiro para apagar o incêndio

Assim como o próprio governador, o novo superintendente Vanderlei Vanderlino Vidal também é servidor do Corpo de Bombeiros, onde já foi, inclusive, subcomandante-geral. Vanderlei, no entanto, não é tão “novo” assim uma vez que já esteve no cargo no início da atual administração.

Versão do Estado

A reportagem procurou o governo do Estado para entender os critérios adotados, assim como a função a ser exercida exatamente, pelo novo integrante do alto escalão da pasta.

Obteve como resposta a justificativa de que Vanderlei já havia sido ocupante da cadeira e, por isso, foi entendido como o nome a ser escalado nesse momento. Sobre a funcionária Marcia, exonerada, foi afastada do cargo em virtude do processo administrativo que está em curso para apurar a compra dos equipamentos.

Pressão da sociedade

A denúncia trazida pelo The Intercept segue ecoando pelos poderes do Estado. Nesta quarta-feira (30), em sessão extraordinária, a Alesc (Assembleia Legislativa de Santa Catarina) confirmou a abertura de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para apurar as justificativas do Executivo.

Também em cumprimento a pauta da sessão virtual desta quarta, os deputados votaram um requerimento pedindo o afastamento imediato do secretário de Estado da Saúde, Helton Zeferino. O pedido protocolado na Comissão Especial, criada para apurar os custos do Estado ao longo da pandemia do coronavírus, foi aprovado por unanimidade dos votos.

O Ministério Público, assim como o Ministério Público de Contas, ambos de Santa Catarina, também já estão atrás de respostas para a “misteriosa” aquisição.

Também nesta quarta-feira (29), a Justiça bloqueou os R$ 33 milhões da conta da Veigamed, contratada pelo Governo. Além disso proibiu a Secretaria de Estado da Saúde efetuar qualquer repasse à empresa.

Quem também pede explicação a Carlos Moisés é a sociedade catarinense. Por meio das redes sociais (plataforma preferida pelos políticos atualmente para disseminarem suas ações), os cidadãos clamam por argumentos plausíveis para tamanho investimento. Embora tenha expirado o prazo para entrega nesta quinta (30), ainda não existe data para que os respiradores cheguem em Santa Catarina, mesmo que a empresa contratada

Leia também

+

Saúde

Loading...