Brasil produzirá mais 7,5 milhões de doses de vacina contra Covid-19

Insumos deveriam ter chegado em janeiro, mas sairão da China nesta sexta-feira (5) e a previsão de desembarcar no Brasil é para o sábado (6)

O Ministério da Saúde informou, na tarde desta quinta-feira (4), que o primeiro lote de insumos para fabricação da vacina de Oxford pela Fiocruz chegará ao Brasil na tarde deste sábado (6).

O avião sai da China na sexta-feira (5) e a remessa enviada deve ser suficiente para fabricar 7,5 milhões de doses do imunizante contra a Covid-19.

Retirada de vacina contra Covid-19 por uma seringaBrasil receberá matéria-prima para 7,5 milhões de doses de vacina contra Covid-19 – Foto: Elisiane Roden/Prefeitura de Gaspar/Divulgação/ND

A matéria-prima conhecida como IFA (Ingrediente Farmacêutico Ativo) deveria ter sido entregue em janeiro, mas ficou retida no país asiático. O impasse seria devido a uma crise diplomática entre os dois países, o que é negado pelo governo federal.

Outros 13 lotes estão previstos no contrato da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) com a AstraZeneca e devem ser enviados a cada duas semanas. O objetivo é fabricar 100 milhões de doses da vacina no primeiro semestre.

O laboratório de Bio-Manguinhos é capaz de produzir 1,4 milhão de doses por dia, mas não fabrica o IFA. A previsão é de que essa tecnologia seja absorvida pela fundação durante o ano.

A Fiocruz já entrou com pedido de registro definitivo da vacina Oxford/AstraZeneca na Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para garantir que as doses fabricadas sejam aplicadas na população e distribuídas pelo país.

+

Saúde