Casos de Varíola dos Macacos deixam Europa em alerta; entenda

Vírus se manifestava em países tropicais da África, mas casos foram registrados inclusive no País de Gales, região bem fria

Casos de uma rara doença chamada Varíola dos Macacos deixaram a Europa em alerta, conforme notícia o The Independent. Enquanto tentam controlar os casos de Covid-19, hospitais da Inglaterra começam a se preparar para o caso de surto da doença. Dois pacientes estão internados, além de outros dois membros de uma mesma família.

Os doentes com varíola dos macacos desenvolvem uma erupção na pele que pode formar bolhas – Foto: ReproduçãoOs doentes com varíola dos macacos desenvolvem uma erupção na pele que pode formar bolhas – Foto: Reprodução

Os casos, no norte do País de Gales, deixaram os infectologistas intrigados, pois além de se uma doença rara, havia registros até então apenas na África. Assim, todas as precauções estão sendo tomadas a fim de evitar um possível surto.

Detectada pela primeira vez na República Democrática do Congo – antigo Zaire – em 1970, a doença é mais comumente encontrada perto de florestas tropicais. Daí a surpresa, pois os casos foram registrados no norte do País de Gales, região marcada pelo frio. Os locais com mais registros são os países da África Central e Ocidental, com o maior surto ocorrendo na Nigéria em 2017.

Casos de varíola dos macacos fora da África deixam a Europa em alerta – Foto: ReproduçãoCasos de varíola dos macacos fora da África deixam a Europa em alerta – Foto: Reprodução

Embora quase 50 pessoas tenham sido infectadas com o vírus da Varíola dos Macacos nos Estados Unidos, é incomum que casos sejam vistos fora da África – especialmente em tal escala. Na ocasião, a doença, que pode ser transmitida de animais para humanos, se espalhou de roedores africanos importados de Gana para os EUA.

A transmissão de pessoa para pessoa é então possível por meio de fluidos corporais ou gotículas respiratórias. Viajantes da Nigéria espalharam a doença para Israel, Reino Unido e Cingapura em 2018 e 2019. O vírus da Varíola dos Macacos apresenta sintomas semelhantes aos da varíola, uma doença mais virulenta que foi erradicada em 1980 após uma campanha global de vacinação.

Incubação

Conforme estudos científicos, a Varíola dos Macacos tem um período de incubação de seis a 16 dias. Os infectados podem apresentar febre, dores de cabeça, dores nas costas e cansaço geral.

Em casos graves, a Varíola dos Macacos pode ser fatal, com uma taxa de mortalidade de até 11% . A vacina contra a varíola é 85% eficaz contra a varíola do macaco, mas não é amplamente usada desde 1980, quando a varíola foi erradicada. Não há outra vacina ou medicamento para prevenir ou tratar a varíola dos macacos.

+

Saúde