Central Covid em Jaraguá do Sul é destaque em experiências inovadoras de Saúde

Atendimento pelo 0800 monitorou 7 mil pessoas em janeiro; número caiu para 241 pacientes em acompanhamento em março

O serviço de teleatendimento para Covid-19 em Jaraguá do Sul ficou entre as 167 práticas que se destacaram na 1ª etapa do Prêmio APS Forte do SUS, que reconhece experiências inovadoras desenvolvidas na Atenção Primária à Saúde em todo o Brasil.

Na avaliação do secretário municipal de Saúde, Alceu Gilmar Moretti, ter sido selecionado entre mais de mil inscritos é um reconhecimento do empenho individual de cada profissional e do sistema de saúde do município.

Central Covid de Jaraguá do Sul realizou mais de 47 mil teleconsultas desde o começo da pandemia – Foto: PMJS/Divulgação/NDCentral Covid de Jaraguá do Sul realizou mais de 47 mil teleconsultas desde o começo da pandemia – Foto: PMJS/Divulgação/ND

“Entendemos a gravidade da situação frente à pandemia e apostamos no desenvolvimento de um trabalho inovador e resolutivo. Esse reconhecimento também mostra que somos capazes de encontrar soluções efetivas para o desenvolvimento de novas estratégias que atendam às demandas do sistema de saúde do município”, analisa o secretário.

Criada em 2020, a Central de Orientações Coronavírus foi selecionada pelo Ministério da Saúde e OPAS (Organização Pan-Americana da Saúde) no Brasil como um serviço inovador.

Através da Central de Telemedicina, o município realizou 47.512 teleconsultas médicas, no período de 20 de março de 2020 até 24 de março de 2022.

Além disso, até novembro de 2021, foram feitas mais de 250 mil ligações para os pacientes para monitoramento da evolução dos casos suspeitos ou confirmados de Covid-19 que estavam em isolamento domiciliar.

Excelência no acompanhamento da população

Durante os meses de janeiro e fevereiro deste ano, a Secretaria Municipal de Saúde (através da Central 0800, UBS e UAPS) atendeu 22.570 pessoas, com suspeitas da doença, numa média de 382 casos suspeitos por dia. No mesmo período, foram notificados 16.747 casos confirmados de Covid-19.

Já em março, o número de atendimentos de casos suspeitos caiu para 3.134 (média de 116 casos suspeitos por dia), com 1.147 casos confirmados.

Ainda conforme a Secretaria, em 25 de março 159 pessoas confirmadas estavam em isolamento, número muito menor do que no final de janeiro, quando havia aproximadamente 3 mil pessoas em isolamento, além de seus familiares.

No final de março, apenas quatro pessoas seguiam internadas na enfermaria e três na UTI do Hospital São José, confirmando a excelência do trabalho de monitoramento e acompanhamento da pandemia no município.

Novo horário de atendimento

Agora, com os bons índices referentes à pandemia, o município está reajustando o horário de atendimento: a Central deixa de atender diariamente e passa a funcionar de segunda à sexta-feira, das 7h30 às 16h30.

De acordo com o secretário Alceu Gilmar Moretti, a pandemia de Covid-19 trouxe muitos desafios para a saúde pública, o que exigiu adaptação e mudança de conceitos, para facilitar o acesso aos atendimentos.

“Criamos a Central de Orientações Coronavírus no início da pandemia justamente para dar esse suporte às pessoas, desde questões mais simples, como o esclarecimento de uma dúvida, até o atendimento médico propriamente dito”.

A resposta rápida do município com a criação da Central Covid permitiu que a população fosse atendida desde o início da pandemia com qualidade, integralidade e comprometimento.

“As pessoas rapidamente puderam contar com um canal de comunicação com o sistema de saúde, tendo atendimento médico com segurança pela teleconsulta, evitando a exposição desnecessária em atendimentos presenciais e garantindo o cuidado, mesmo à distância. Outros serviços agregados à Central, como agendamento de exames para confirmação da doença e transmissão dos resultados, ajudaram a dar uma resolução rápida no momento necessário”, aponta o secretário.

Além disso, a experiência com a Central Covid permite que o município replique esse formato para outros atendimentos de saúde.

“O uso de tecnologias de comunicação e informação permite ampliar a oferta de serviços clínicos, colocando mais pessoas em contato com profissionais capacitados e especialistas. Permite ainda monitorar pacientes crônicos, realizar teleconsultas de enfermagem e equipe multidisciplinar, além da teleconsulta médica em inúmeras situações em que o contato presencial é mais difícil”, avalia Moretti.

+

Prefeitura de Jaraguá do Sul

Loading...