Centro de Reabilitação da Covid-19 de Criciúma será destaque em congresso internacional

Centro de Reabilitação já atendeu 800 pessoas, até o momento, e 250 já tiveram alta em Criciúma, no Sul de SC

O Centro de Reabilitação Cardiopulmonar Pós-Covid de Criciúma será referência internacional. Situado no Hospital de Retaguarda do Rio Maina, o trabalho desenvolvido no local será tema de estudo no ongresso Internacional da Sociedade Respiratória Europeia (ERS). O evento é realizado todos os anos em Barcelona, na Espanha.

Profissionais da Prefeitura de Criciúma irão apresentar os resultados obtidos no Centro. Com o tema ‘Resultados do programa de reabilitação multidisciplinar com pacientes de Pós Covid’, a apresentação ocorrerá de forma online no dia 6 de setembro.

“É algo importante para mim e para cidade de Criciúma, pois representa a importância da Prefeitura de Criciúma em ter criado um Centro de Reabilitação 100% do SUS para atender a alta demanda de sequelas de pacientes Pós-Covid. E que os nossos resultados estão sendo excelentes e nos tornamos referência no país, podendo ajudar outros municípios a criarem os seus próprios centros de reabilitação”, frisou médico e coordenador do Centro de Reabilitação, Luiz Carlos Fontana.

Trabalho do Centro de Reabilitação Cardiopulmonar Pós Covid-19 de Criciúma será destaque em congresso internacional – Foto: Divulgação/Decom/NDTrabalho do Centro de Reabilitação Cardiopulmonar Pós Covid-19 de Criciúma será destaque em congresso internacional – Foto: Divulgação/Decom/ND

Foi realizado um estudo com 45 pacientes do Centro que desenvolveram limitações, após a Covid-19. Foi analisado, a função pulmonar e a escala subjetiva de dispneia após reabilitação cardiopulmonar entre os pacientes.

“Os resultados demonstraram melhora em quase todos os parâmetros avaliados, principalmente nos pacientes considerados graves”, destacou Fontana.

O trabalho foi desenvolvido pelos profissionais Gustavo Bernardo, Jamile Vieira, Fernando Milanez, Bruno Bom, Douglas Nazário, Carla Bernardo e Luiz Carlos Fontana.

Hospital será desativado, mas Centro segue

Com o baixo número de casos de Covid-19 em Criciúma, a Secretaria de Saúde irá desativar os leitos de internação e de UTI do Hospital do Rio Maina. Porém o Centro de Reabilitação seguirá atendendo no local.

“Estamos recebendo muitos questionamentos neste sentido e queremos deixar claro que o Centro de Reabilitação vai continuar operando para ajudar aqueles que tiveram sequelas da Covid-19. Vamos desativar os leitos do Hospital do Rio Maina por falta de demanda, mas os equipamentos continuarão no local, pois ainda temos a variante Delta e devemos manter o cuidado”, ressalta o secretário de Saúde, Acélio Casagrande.

Centro já reabilitou 250 pessoas

No total, o Centro de Reabilitação já atendeu 800 pessoas e 250 já completaram o tratamento e receberam alta.  O local é referência nacional e possui uma equipe de profissionais especializados para ajudar os pacientes que tiveram Covid-19 e desenvolveram alguma limitação.

“Os pacientes passam por avaliação e tratamento médico, nutricional, psicológico e físico. Queremos diminuir as sequelas cardíacas, pulmonares e a atrofia muscular, tratar o estresse pós-traumático e garantir o retorno mais rápido às atividades”, explicou o coordenador e médico do local, Luiz Carlos Fontana.

O espaço conta com psicólogo, nutricionista, enfermeiro, fisioterapeuta, médico do esporte, pneumologista e profissional de educação física.

+

Saúde

Loading...