Chapecó adere ao decreto estadual no combate à Covid-19; entenda

O prefeito de Chapecó informou que as atividades serão liberadas a partir da próxima segunda-feira (1º), mas com lockdown aos fins de semana

A partir da meia noite de hoje, sexta-feira (26), o município de Chapecó, no Oeste de Santa Catarina, adotará o Decreto do estado de Santa Catarina no que diz respeito as medidas de combate à Covid-19.

O município havia publicado um decreto com lockdown parcial até o domingo (28), mas passou a aderir o decreto estadual que promove lockdown aos fins de semana. 

Novas medidas foram anunciadas no início da noite desta sexta-feira (26). – Foto: Leandro Schmidt/Prefeitura de Chapecó/Divulgação/NDNovas medidas foram anunciadas no início da noite desta sexta-feira (26). – Foto: Leandro Schmidt/Prefeitura de Chapecó/Divulgação/ND

“Chapecó passa a aderir o decreto estadual. Teremos restrições na próxima semana, precisamos cuidar de vidas, mas necessitamos manter a economia”, disse Rodrigues. 

Desta forma, Rodrigues informou que a partir da próxima segunda-feira estão liberadas as atividades, mas com restrições, respeitando as lotações dos espaços e seguindo todas as medidas de segurança sanitária contra o coronavírus.

“O cenário não mudou em nada. O quadro é gravíssimo, continuamos sem leito, mas depende de cada um tomar o devido cuidado. Não é um decreto que fará o vírus parar de circular é a atitude individual de cada um”, acrescentou.

A partir das 23h desta sexta-feira até 6h de segunda-feira (1º),  e nos mesmos horários entre os dias 5 e 8 de março, Chapecó estará em lockdown de acordo com as medidas do Estado, com funcionamento apenas dos serviços considerados essenciais.

Situação ainda é crítica

A Secretaria de Saúde Municipal confirmou, nesta sexta-feira (26), mais 925 casos de coronavírus e o número chegou a 24.467. O total de pacientes ativos atingiu 5.150. No entanto, 991 ainda aguardam resultado de exames e são suspeitos. Mais de 19 mil pacientes já estão recuperados da doença respiratória. O numero de óbitos chegou a 248.

Hospital Regional do Oeste está lotado – Foto: NDTV/ReproduçãoHospital Regional do Oeste está lotado – Foto: NDTV/Reprodução

Estão internados em Chapecó 318 pacientes, sendo 97 em leitos de UTI e 124 em enfermaria. Outros 97 estão em outros setores. Somente na UPA, 42 pacientes com Covid-19 estão internados, 3 em ventilação mecânica e 2 em um sistema de ventilação não invasiva.

O prefeito informou que uma equipe de 12 profissionais de saúde está chegando ao município  para auxiliar na UPA (Unidade de Pronto Atendimento). Na segunda-feira (1º) também devem ser ativados outros 40 leitos de enfermaria no Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo de Nes, somados aos 30 que já foram instalados nesta semana.

Além disso, no sábado, devem chegar outros 15 respiradores destinados pelo Ministério da Saúde para serem instalados na UPA e no HRO (Hospital Regional do Oeste) para atender a crescente de casos graves.

“Se acaso nessa semana continuar nesse cenário ou piorar muito, não haverá outra alternativa, teremos que fazer lockdown total. Mesmo que isso ninguém consiga me comprovar que resolva, mas ninguém poderá nos chamar de omissos”, disse o prefeito.

Testes rápidos

O prefeito informou, ainda, que iniciou a testagem em massa da população. Dessa forma, houve um aumento significativo de casos. A Aurora Alimentos também doou 20 mil testes rápidos ao município

“Estamos testando acima da média, mas quanto mais gente positivar maior é o perigo. Quem tiver com qualquer sintoma procure um médico e inicie a medicação. Se tiver positivado para Covid-19 fique em casa”, acrescentou.

Município está realizando testagem em massa – Foto: Flavio Tin/NDMunicípio está realizando testagem em massa – Foto: Flavio Tin/ND

Saiba o que fica suspenso com o decreto estadual:

  • Comércio de rua, exceto os essenciais, como mercados e serviços de atendimento à saúde
  • Shoppings centers, centros comerciais e galerias
  • Academias, centros de treinamento, salões de beleza, barbearias, cinemas e teatros
  • Shows e espetáculos
  • Bares, pubs, beach clubs, cafés, pizzarias, casas de chás, casas de sucos, lanchonetes e restaurantes
  • Parques temáticos, parques aquáticos e zoológicos
  • Circos e museus
  • Feiras, exposições e inaugurações
  • Congressos, palestras e seminários
  • Piscinas de uso coletivo, clubes sociais e esportivos e quadras esportivas
  • Agências bancárias, correspondentes, lotéricas e cooperativas de crédito
  • Eventos, inclusive na modalidade drive-in, incluindo cursos, missas e cultos religiosos
  • Eventos esportivos organizados pela Fesporte
  • Salões de festas
  • Aglomerações em qualquer ambiente, interno ou externo

O decreto autoriza o comércio de alimentos e bebidas por bares, cafés e similares somente por delivery ou retirada no local.  Mantém suspenso o acesso de público a competições esportivas e mantém, ainda, o limite de ocupação de 50% para o transporte coletivo municipal, intermunicipal e interestadual.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Chapecó e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Saúde