Chapecó adota o “lockdown inverso”; entenda a proposta

Medida prevê o isolamento somente das pessoas que testam positivo para a Covid-19. Anúncio foi feito neste domingo

Uma nova medida de enfrentamento à Covid-19 foi anunciada pelo prefeito de Chapecó, João Rodrigues, neste domingo (11). A medida prevê o isolamento somente das pessoas que testam positivo para a Covid-19.

Bolsonaro visitou o Centro Avançado de Atendimento Covid, montado em Chapecó, neste mês – Foto: Willian Ricardo/NDBolsonaro visitou o Centro Avançado de Atendimento Covid, montado em Chapecó, neste mês – Foto: Willian Ricardo/ND

“Estamos adotando o lockdown inverso, que é o isolamento somente das pessoas que testam positivo e não de todas as pessoas como vem sendo adotado por alguns administradores. Para isso estamos ampliando as testagens em todas as unidades de saúde e também nos ambulatórios”, afirmou o prefeito.

Chapecó já comprou 40 mil testes do tipo swab nasal, de antígeno, que permite um resultado seguro em 20 minutos. Com isso as pessoas infectadas já fazem a consulta e recebem a medicação na rede pública.

Essa foi uma das medidas que permitiu reduzir o número de ativos da doença de 5,5 mil, no início do mês passado, para 379 neste domingo, de acordo com a avaliação da Prefeitura. Chapecó também pretende intensificar essa ação para manter o contágio sob controle, enquanto avança a vacinação.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Chapecó e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Saúde