Chapecó registra duas novas mortes por Covid-19 e chega a 530 óbitos

Município está com 509 casos ativos, a cidade conta com outros 305 casos suspeitos da doença

O maior município do Oeste de Santa Catarina, Chapecó, registrou neste sábado (3), mais duas mortes em decorrência da Covid-19. Os dados divulgados pela Secretaria Municipal da Saúde são em relação ao último Boletim Epidemiológico. Com isso, a cidade chega a 530 óbitos por coronavírus.

Chapecó vive uma redução no número de casos ativos e suspeitos da doença – Foto: Foto: Julio Cavalheiro/Secom/NDChapecó vive uma redução no número de casos ativos e suspeitos da doença – Foto: Foto: Julio Cavalheiro/Secom/ND

De acordo com o boletim, foram duas mortes. Um homem de 65 anos, morreu neste sábado, no HRO (Hospital Regional do Oeste) e na sexta-feira (2) uma mulher de 64 anos, na Unimed.

Situação da pandemia

Com 509 casos ativos, a cidade conta com outros 305 casos suspeitos da doença. Além disso, 211 seguem em internação hospitalar. Destes, 130 estão em leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), sendo 105 no HRO (Hospital Regional do Oeste) e 25 no Hospital da Unimed.

Em enfermaria estão 75 pacientes, sendo 53 no HRO e 22 na Unimed. Outras cinco pessoas estão internadas em outros setores da rede pública de saúde.

Ao todo, foram testadas, desde o início da pandemia 104.305 pessoas. Foram 70.502 resultados negativos e 33.821 confirmados, dos quais 32.782 já estão recuperados.

O município viveu um colapso na saúde, mas vive uma redução de casos – Foto: NDTV/ReproduçãoO município viveu um colapso na saúde, mas vive uma redução de casos – Foto: NDTV/Reprodução

Centro Avançado de Atendimento Covid-19

A situação da ocupação de leitos na UTSI (Unidade de Tratamento Semi Intensivo) do Centro Avançado de Atendimento Covid-19 instalado no Centro de Eventos de Chapecó é de apenas um paciente, o qual está sendo assistido com ventilação mecânica.

As duas enfermarias, 1 e 2, que totalizam 75 leitos, foram desativadas em momentos anteriores pela ausência total de pacientes. Toda a estrutura está preservada para que se necessário com nova alta de casos de Covid-19, a sua ativação é imediata.

A estrutura está disponível para que se o Estado ou o Governo Federal queiram assumir a operacionalização e custos para atender outras regiões do estado ou Brasil para o atendimento de pacientes Covid-19.

Segundo a Administração Municipal, todos os valores investidos no Hospital de Campanha são provenientes de recursos próprios da Prefeitura Municipal de Chapecó, com auxílios de doações de pessoas da comunidade e também da campanha SOS Chapecó, promovida pelas entidades do Centro Empresarial de Chapecó.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Chapecó e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Saúde