Chapecó ultrapassa os 800 casos ativos da Covid-19

O município conta com 65 pacientes internados, dos quais 31 estão em leitos de Unidade de Terapia Intensiva e outros 34 em enfermaria

O município de Chapecó, no Oeste de Santa Catarina, chegou a 829 casos ativos da Covid-19, nesta sexta-feira (20). O número de novos casos foi de 108 pessoas em apenas 24 horas. Outras 1.187 pessoas aguardam o resultado de exames.

O número de internações também subiu, segundo o Boletim Epidemiológico da Secretaria de Saúde, e 65 pacientes estão hospitalizados, 31 em leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e 34 em enfermaria. Com o aumento do número de casos que necessitam de internação o Ministério da Saúde publicou as portarias que habilitam 40 leitos de UTI Covid-19 do HRO (Hospital Regional do Oeste).

Mais de mil pessoas aguardam o resultado de exames no município- Foto: Divulgação

O número de casos confirmados está em 9.430, dos quais 8.517 já são considerados recuperados.  Ao todo, 84 pessoas morreram vítimas de Covid-19 no município. Em Chapecó já foram testados 37.390 pessoas e em 27.101 pessoas o resultado foi negativo.

Alerta

A médica infectologista Carolina Ponzi, alertou para o agravamento da situação em um vídeo publicado em suas redes sociais. Ela diz que não recorda, desde o início da pandemia, de ter registro de tantas pessoas internadas ao mesmo tempo em Chapecó, por Covid-19.

“O número de casos graves que necessitam de hospitalização está crescendo, inclusive entre pessoas jovens e sem registro de doenças crônicas. A situação é muito séria, são muitas pessoas precisando de atendimento ao mesmo tempo, o sistema de saúde não dará conta se continuarmos assim”, disse.

Número de internações tem crescido – Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil/ND

Segundo Ponzi, estamos em estágio de crescimento do contágio. “A pandemia não terminou, ainda não temos vacina. Precisamos nos cuidar e diminuir ao máximo a transmissão até que possamos conter esse vírus que mudou completamente a nossa realidade”, acrescentou a infectologista.

Índices

O que os Boletim Epidemiológico informa que os principais acometidos pela infecção da Covid-19 pertencem a faixa etária entre 20 a 39 anos, 55% do total de casos positivos no município. Idosos com mais de 80 anos fazem parte do grupo menos acometido pelo vírus, representando 1% do total de casos. Porém, entre o número de mortes a faixa etária de maior prevalência é de 80 a 89 anos (30,9%), seguido por pessoas de 70 a 79 anos (27,3%).

+

Saúde