Chapecó vai reavaliar liberações após atingir mil casos ativos de Covid-19

Prefeito João Rodrigues anunciou que uma reunião de emergência será feita nesta quinta-feira (4)

O prefeito João Rodrigues (PSD) afirmou, nesta quinta-feira (4), que vai reavaliar as atuais medidas adotadas para conter a disseminação do novo coronavírus em Chapecó, no Oeste de Santa Catarina.

A última reunião aconteceu em janeiro – Foto: Prefeitura de Chapecó/Arquivo/NDA última reunião aconteceu em janeiro – Foto: Prefeitura de Chapecó/Arquivo/ND

Ao ND+, Rodrigues disse que durante a tarde será feita uma reunião com o Comitê de Enfrentamento ao Covid-19. “Faremos uma reunião de emergência para avaliar quais medidas devemos tomar”, explicou. 

Mais tarde, às 16h30,  o prefeito vai se reunir com representantes de bares, restaurantes e similares para definir novas normas de funcionamento desses locais. Tudo indica que haverá mudança no horário de atendimento, mas a decisão dependerá da avaliação do Comitê. 

  A última reunião do Comitê de Enfrentamento ocorreu no dia 8 de janeiro, na sala de reuniões da prefeitura. Na oportunidade,  os integrantes avaliaram o cenário como “positivo”, o que motivou Rodrigues a manter o decreto vigente.

Covid-19

Chapecó chegou a 1.030 casos ativos de coronavírus nesta quinta-feira, segundo o boletim epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde. Ainda 570 pacientes aguardam resultado de exames. 

Desde o início da pandemia, 59.755 exames foram realizados em Chapecó, sendo que 17.106 tiveram diagnóstico positivo para a doença. Infelizmente 143 chapecoenses morreram em decorrência do novo coronavírus. 

UTI 

Chapecó enfrenta superlotação dos leitos de UTI Covid do Hospital Regional do Oeste. No começo da manhã, 41 pessoas estavam internadas no setor de terapia intensiva dos dois hospitais da cidade. Já na enfermaria eram 43 pacientes. 

Acesse e receba notícias de Chapecó e região pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Saúde