Cidades do Litoral Norte de SC não alcançam meta de vacinação em crianças

Procura pelas vacinas tem sido menor devido à pandemia de Covid-19. Meta nacional é de 95%

As cidades do Litoral Norte de Santa Catarina estão enfrentando uma baixa nos índices de vacinação de crianças. Balneário Camboriú alcançou 44% de cobertura vacinal até agosto. Já em Itajaí, a taxa de vacinação chegou a quase 63%. Segundo dados do Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações, do Ministério da Saúde, em Santa Catarina a cobertura vacinal está em 58%. A meta nacional é de 95%.

Cidades do Litoral Norte de SC não alcançam meta de vacinação – Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Em Balneário Camboriú, 44% das crianças de 0 a 1 ano foram vacinadas em 2020. Segundo Adriana Ribeiro, diretora da vigilancia epidemiológica do município, a procura caiu com a pandemia de Covid-19. “Os pais de hoje em dia não vivenciaram as doenças que hoje temos vacina, e por isso acabam deixando de lado. Não é porque estamos em uma pandemia de uma doença que demos deixar de lado as outras”, reforça.

Segundo Adriana, os agentes de saúde estão indo às ruas fazendo uma busca ativa e informando os pais para que vacinem seus filhos. De acordo com o artigo 14 do ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente), é obrigatória a vacinação das crianças nos casos recomendados pelas autoridades sanitárias.

Já em Itajaí, a taxa de vacinação está em 62,68%, ainda longe da meta de 95%, estabelecida pelo Ministério da Saúde. De janeiro a agosto, a cobertura vacinal no município foi de 64,65% para a vacina Pentavalente (que previne contra a meningite, tétano, difteria, coqueluche e hepatite B), 64,78% para a Pneumocócica 10-valente (previne infecções causadas pelo pneumococo, responsável por doenças com elevadas cargas de mortalidade e morbidade na população infantil),

A vacina da Poliomielite, que protege contra a paralisia infantil, em fase de erradicação global, atingiu 60,51% de cobertura vacinal. Já a Tríplice viral, que protege do sarampo, rubéola e caxumba, atingiu 60,80%. A BCG, que protege contra a tuberculose, é aplicada ainda na maternidade. De janeiro a agosto, 74,35% das crianças foram vacinadas.

Mesmo com a pandemia, as salas de saúde do município continuam funcionando. Todas as Unidades Básicas de Saúde de Itajaí oferecem as vacinas para as crianças, com exceção das UBS São Pedro, São João II e Fazenda II, que não possuem sala de vacina.

+

Saúde