Cinco regiões de SC estão acima de 70% de ocupação dos leitos de UTI

Região do Oeste apresenta a pior taxa de ocupação, sobrando apenas um para tratamento dos pacientes com Covid-19

Santa Catarina conta com cinco regiões acima de 70% de ocupação dos 1.545 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) disponíveis no SUS (Sistema Único de Saúde), conforme acompanhamento da SES (Secretaria de Estado da Saúde), nesta quinta-feira (11). No total, Santa Catarina tem 78,12% dos leitos ocupados.

Sala de UTI com cama e respiradorCinco regiões de SC estão acima de 70% de ocupação dos leitos de UTI – Foto: Divulgação/ND

A região do Grande Oeste segue com a maior taxa de ocupação, sendo que 93,38% dos 136 leitos estão ocupados, ou seja, apenas nove permanecem disponíveis para a população.

Já o Planalto Norte e Nordeste conta com 86,39% de ocupação dos 316 leitos de UTI ativos. Os outros 43 seguem disponíveis. Já a região do Meio-Oeste catarinense apresenta 82,13% dos 207 leitos ativos no SUS. Sendo assim, apenas 37 estão livres.

A região da Grande Florianópolis conta com a mesma taxa de ocupação, 82,13%. Porém, 47 dos 263 leitos ativos estão livres. A região do Foz do Rio Itajaí apresenta 73,49% dos 166 leitos ocupados, sobrando 44 disponíveis.

A região do Vale do Itajaí apresenta uma taxa de 68,8% de ocupação dos 254 leitos, ficando apenas 79 disponíveis. O Sul do Estado fecha com a menor taxa de ocupação, 61,08%. Dessa forma, restam 79 dos 203 leitos de UTI ativos.

Oeste tem um leito para pacientes com Covid-19

A região do Oeste está ainda mais crítica somando apenas os leitos de UTI para tratamento dos pacientes com a Covid-19. Dos 69 leitos ativos na região, apenas um está livre, conforme atualização realizada na manhã desta quinta-feira (11).

Outra região que está em alerta é o Planalto Norte e Nordeste, onde 86,36% dos 132 leitos ativos estão ocupados, sobrando apenas 18 disponíveis.

Confira a taxa de ocupação das regiões de SC

Mapa mostra taxa de ocupação dos leitos para pacientes com Covid-19Taxa de ocupação de leitos para tratamento de pacientes com Covid-19 – Foto: Reprodução/SES/ND
+

Saúde