Blumenau vai repassar cloroquina encalhada para clínicas particulares

Remédios recebidos pela Prefeitura em julho de 2020 serão distribuídos para clínicas interessadas em receitar medicamento para pacientes diagnosticados com Covid-19

A Prefeitura de Blumenau vai distribuir Cloroquina para as clínicas particulares interessadas em receitar o medicamento para pacientes diagnosticados com Covid-19.

Cloroquina deve ser distribuída para clínicas particulares de BlumenauMedicamento pode ser adquirido por clínicas particulares de Blumenau – Foto: Agência Senado/Divulgação/ND

Nesta segunda-feira (3), a administração municipal iniciou o cadastramento para habilitar as clínicas particulares interessadas.

A medida, segundo a Prefeitura, visa facilitar o acesso da população atendida pela rede privada, evitando que o usuário precise ir até uma unidade da rede pública para retirar o medicamento.

Prefeitura tem mais de 30 mil comprimidos

Por meio de nota a Semus (Secretaria de Promoção da Saúde) confirmou que distribuiu 2.720 dos 36 mil comprimidos que recebeu em julho de 2020 após solicitar o medicamento ao Ministério da Saúde.

A distribuição do remédio é feita desde agosto do ano passado, no Ambulatório da Vila Germânica e em todos os sete Ambulatórios Gerais do município.

Cadastramento fica disponível por 12 meses

O edital lançado pela prefeitura prevê que cada clínica poderá retirar 240 comprimidos por pedido, o que é suficiente para atender 20 pacientes.

Para fazer um novo pedido, será necessário que a clínica comprove que todo o estoque foi dispensado. A cloroquina deverá ser distribuída gratuitamente pelas clínicas e somente para pacientes diagnosticados com a Covid-19.

Os comprimidos da Cloroquina 150 mg têm validade até maio de 2022. O cadastramento das clinicas ficará disponível durante 12 meses. O edital completo está disponível no site da Prefeitura de Blumenau.

Medicamento não tem eficácia comprovada

Um estudo global da OMS (Organização Mundial da Saúde) publicado em outubro de 2020 avaliou os efeitos da hidroxicloroquina e de três antivirais no tratamento contra a Covid-19.

A conclusão foi de que eles “pareceram ter pouco, ou nenhum, efeito no paciente com Covid-19 hospitalizado”.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Blumenau e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Saúde