Com 16 mil testes, Santa Catarina registra 2.394 casos e 48 mortes por Covid-19

Até as 17h desta quinta (30), 15,68% do total de leitos de UTI estavam ocupados, sendo 66 em hospitais públicos e 35 na rede privada, totalizando 101

O governador Carlos Moisés e o secretário de Estado da Saúde, Helton de Souza Zeferino, atualizaram os números da Covid-19 em Santa Catarina, em pronunciamento no início da noite desta quinta-feira (30). Agora, Santa Catarina passa a contabilizar 2.394 caso confirmados de infecção por Covid-19. Outros 360 casos ainda estão em análise.

Os dois casos mais recentes de mortes confirmadas foram de duas mulheres, de 67 e 69 anos. Com isso, Santa Catarina passa a ter 48 mortes por Covid-19.

Segundo Moisés, é esperado que o ápice da pandemia em Santa Catarina seja apenas no final do mês de junho. “E precisamos acostumar com essa nova rotina, nova forma de viver”, disse.

Até as 17h desta quinta (30), 15,68% do total de leitos de UTI estavam ocupados, sendo 66 em hospitais públicos e 35 na rede privada, totalizando 101 leitos ocupados.

Ainda segundo Moisés, já foram realizados mais 16 mil testes, sendo aproximadamente 10 mil pelo Lacen (Laboratório Central de Santa Catarina).

Volta do serviço público

Na próxima segunda-feira (4) será retomado o serviço público estadual, limitado a 50% do quadro atual. Uma normativa ainda será publicada para regulamentar a forma de funcionamento.

Ônibus continuam suspensos

Apesar da expectativa de novidades para retomada do transporte coletivo, Moisés reforçou que o serviço permanece suspenso. A proibição que impede a circulação de ônibus municipais, intermunicipais e interestaduais venceria nesta quinta-feira (30), mas, segundo o governador, será prorrogada.

No entanto, outras áreas já foram autorizadas a retomar as atividades, embora com uma série de restrições. É o caso do comércio de rua, restaurantes, shoppings e academias, por exemplo.

Histórico

No dia anterior, o Estado contabilizava 2.085 casos confirmados e 46 mortes por Covid-19, com taxa de letalidade de 2,2%. Os casos estavam distribuídos em 124 cidades, enquanto as mortes já haviam sido contabilizadas em 28 cidades. No total, há ocupação de 13,9% dos leitos do estado, com 91 pacientes em UTI, dos quais 35 estão em hospitais privados e 56 em públicos.

+

Saúde