Com 25 leitos disponíveis de UTI na Grande Florianópolis, Capital anuncia novas vagas

Ocupação de vagas da UTI adulto alcançou 88,15% nesta sexta-feira (19); prefeito Gean Loureiro anunciou que novos leitos devem abrir nos próximos dias

Com apenas 25 leitos disponíveis de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) adulto da rede pública da Grande Florianópolis, o prefeito da Capital, Gean Loureiro (DEM), se reuniu com prefeitos da região e anunciou que novas vagas devem ser abertas nos próximos dias. A taxa de ocupação de leitos UTI adulto alcançou 88,15% nesta sexta-feira (19).

Até o início desta manhã, a situação estava ainda mais crítica, com 99,05% de leitos ocupados na UTI adulto, segundo o Covidômetro de Florianópolis.

Grande Florianópolis atinge ocupação de 96,68% de leitos UTI adulto nesta sexta-feira (19) – Foto: Divulgação/NDGrande Florianópolis atinge ocupação de 96,68% de leitos UTI adulto nesta sexta-feira (19) – Foto: Divulgação/ND

Conforme a última atualização do painel da Capital desta sexta, há 211 leitos adulto na região e 186 estão ocupados. Porém, havia 22 leitos indisponíveis listados como “leitos garantidos para pacientes em procedimento”. Agora, esse número foi substituído por 25 leitos disponíveis.

A retirada do número de vagas indisponíveis diminuiu a taxa de ocupação de leitos de UTI adulto nos hospitais, de 99,05% para 88,15%.

Procurada pela reportagem, às 9h25, a Secretaria de Saúde de Florianópolis não explicou porque os leitos estavam indisponíveis, nem se houve alguma mudança. Apenas informou que, como a regulação dos leitos é feita pelo governo estadual, a Capital apenas compila os dados e os espelham no Covidômetro. Contudo, o painel estadual não mostra os leitos indisponíveis.

A SES (Secretaria de Estado da Saúde) foi procurada  para elucidar o número de leitos indisponíveis por e-mail, às 9h40 desta sexta, mas até a publicação não respondeu.

Retirada de dados de leitos indisponíveis no Covidômetro diminui a taxa de ocupação de vagas na UTI adulto da Grande Florianópolis – Foto: PMF/Divulgação/NDRetirada de dados de leitos indisponíveis no Covidômetro diminui a taxa de ocupação de vagas na UTI adulto da Grande Florianópolis – Foto: PMF/Divulgação/ND

Ao longo da manhã, houve duas atualizações nos dados mostrados pelo Covidômetro. Até a publicação desta reportagem, a secretaria não retornou.

Conforme o painel estadual de leitos de UTI, o Hospital Florianópolis e o Hospital Universitário atingiram ocupação máxima de leitos nesta sexta.

Emergência pediátrica do Hospital Regional de São José será fechada

O superintendente dos Hospitais Públicos Estaduais, Márcio Mesquita Judice, enviou um ofício nesta quinta-feira (18), à Secretaria de Estado da Saúde, informando que a partir do dia 22 de fevereiro, a emergência pediátrica do Hospital Dr. Homero de Miranda Gomes, em São José, estará fechada.

O motivo é a alta demanda por novos leitos de UTI. Procurada pela reportagem, a SES (Secretaria de Estado da Saúde) confirmou o fechamento.

Previsão de novos leitos

O prefeito da Capital Gean Loureiro (DEM) anunciou em sua página do Instagram, no final da manhã desta sexta, que se reuniu com a SES e prefeitos da região para abrir 12 leitos de UTI no Regional e sete no Hospital Nereu Ramos nos próximos três dias.

“No HU [Hospital Universitário] há estrutura para mais seis leitos, porém há dificuldade em contratação de pessoal. Também foi discutido ampliação do HF [Hospital Florianópolis]”, afirmou.

Além disso, informou que estão em diálogo com o Tribunal de Contas, para a contratação de leitos privados. “É uma possibilidade real e que pode ser concretizada também nos próximos dias”, finalizou.

Incluindo leitos adulto, pediátrico e neonatal, a taxa de ocupação atual está em 93,61% segundo o Covidômetro. A Grande Florianópolis se encontra no nível gravíssimo (vermelho) para Covid-19 no mapa de risco estadual, o mais alto para a transmissão da doença. 

Acesse e receba notícias da Grande Florianópolis pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Saúde