Idoso se despede de cachorrinha em hospital dois dias antes de morrer por Covid-19

Frederico Lucas Minatto, de 92 anos, recebeu a visita de Lilica após ter piora no quadro de saúde; caso aconteceu no Hospital São José, em Criciúma, e emocionou equipe médica

Dois dias antes de morrer, o idoso Frederico Lucas Minatto, de 92 anos, recebeu uma visita especial no Hospital São José, em Criciúma. Diagnosticado com Covid-19 e internado há nove dias no local, ele pode reencontrar sua cachorrinha Lilica, no domingo (24). A cadela era há 10 anos sua companhia diária.

Idoso recebeu visita da cachorrinha dois dias antes de morrer – Foto: Hospital São José/DivulgaçãoIdoso recebeu visita da cachorrinha dois dias antes de morrer – Foto: Hospital São José/Divulgação

Frederico morreu na manhã de terça-feira (26) após complicações da doença.

A filha do idoso, Fernanda Minatto, contou aos funcionários do hospital que o pai era extremamente apegado ao animal.

“Eles são muito apegados um ao outro. Ás vezes fazíamos chamada de vídeo para os dois se verem. Mesmo assim, ele estava sempre perguntando por ela. Eu e minha irmã comentamos que seria tão bom se conseguíssemos trazer a Lilica no hospital. Cogitamos até trazê-la escondida dentro de uma bolsa”, conta.

A visita foi motivada pela piora da saúde de Frederico. “O médico disse que iria verificar a possibilidade da visita e em pouco tempo ele retornou no quarto e disse que estava liberada a entrada da Lilica. Fiquei extremamente feliz, e já liguei para minha irmã providenciar a caixinha de transporte e tudo o que era necessário para que a Lilica pudesse ver o pai de forma segura”, conta Fernanda.

Além da solicitação do médico, foram necessárias medidas de segurança tanto para a proteção do cachorrinho, como do paciente. O transporte foi realizado em um caixa apropriada e houve higienização das patinhas.

“A reação do meu pai foi a melhor possível. Não só ele ficou emocionado, como a Lilica também. Tivemos que acalmá-los, porém, para a nossa alegria e por mais incrível que possa parecer, a saturação do pai começou a subir e a comoção foi geral. Foi um momento muito especial”, relata a filha.

+

Saúde