Com doação da Justiça do Trabalho, Hospital Infantil recebe equipamento de R$ 73 mil

Vácuo clínico é indispensável para o tratamento de pacientes, que têm a unidade como referência

Os pequenos pacientes do Hospital Infantil Dr. Jeser Amarante Faria receberam uma doação importante. O nome pode não ser familiar, mas o vácuo clínico entregue à unidade hospitalar é fundamental para o tratamento de pacientes que têm no Hospital Infantil uma referência.

Entrega reuniu apoiadores, autoridades e equipe do hospital – Foto: Mariana Luiza dos Santos/DivulgaçãoEntrega reuniu apoiadores, autoridades e equipe do hospital – Foto: Mariana Luiza dos Santos/Divulgação

O hospital realiza, em média, 6 mil atendimentos por mês só no pronto socorro e cerca de 5 mil consultas na área ambulatorial por mês. A unidade ainda tem centro cirúrgico, unidade de internação e centros de terapia intensiva.

A unidade já tem um vácuo clínico, mas a aquisição do novo equipamento dá mais segurança ao tratamento das crianças e adolescentes atendidas pelo hospital, garante Estela Mari Galvan Cuchi, diretora executiva do hospital.

O equipamento foi adquirido graças ao repasse da Justiça do Trabalho, que destinou o dinheiro arrecadado de multas trabalhistas e outros processos nos quais empresas da região Norte estão envolvidas. Instalado no início de fevereiro, o vácuo clínico exigiu um investimento de R$ 73 mil.

O juiz Leonardo Bessa destaca o trabalho desenvolvido pela unidade hospitalar e o quanto a prestação de serviço à comunidade é importante e merece atenção e investimento.

“Temos alguns valores aferidos de multas e condenações e procuramos fazer o repasse para entidades da cidade que desenvolvem um importante trabalho na comunidade, como o Hospital Infantil”, ressalta. A unidade, inclusive, já apresentou a prestação de contas da compra do equipamento.

A NDTV participou da ação e viabilizou, em parceria com um empresário, o repasse da verba para aquisição do equipamento. “A NDTV trabalha com prestação de serviços e o Hospital Infantil é reconhecido e referência para o atendimento de todo o Estado. Por meio dessa parceria, nós da NDTV partimos para que isso deixasse de ser um sonho para se tornar realidade”, salienta Drica Fermiano, gerente regional de Jornalismo.

As bombas de vácuo ficam armazenadas no setor de máquinas e estão ligadas a uma rede de encanamento que chega nos quartos dos pacientes. O sistema, instalado em cada leito, é utilizado para aspirar as secreções.

Portanto, a utilização do equipamento é indispensável em centros cirúrgicos, emergências, UTIs (Unidades de Terapia Intensiva), unidades coronárias, serviços de terapia e nos setores neonatais.

Acesse e receba notícias de Joinville e região pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Saúde