Com novo decreto, fiscalizações nos comércios se intensificam em Florianópolis

Primeira noite de fiscalização do decreto conjunto, assinado pelas prefeituras da Grande Florianópolis, aconteceu nesta terça-feira (16)

A primeira noite de fiscalização do decreto que proíbe o funcionamento das atividades não essenciais das 18h às 6h em Florianópolis, terminou sem ocorrências, segundo a Guarda Municipal. As novas regras começaram a valer nesta terça-feira (16) e duram, pelo menos, uma semana.

Atividades não essenciais devem fechar às 18h, segundo novo decretoAtividades não essenciais devem fechar às 18h, segundo novo decreto – Foto: PMF/Arquivo/ND

“Efetivamos a fiscalização em toda a nossa cidade e não tivemos nenhum contratempo em relação ao comércio, que de pronto atendeu às regras sanitárias impostas pelo decreto”, informou o comandante da Guarda, Valci Brasil. Polícia Militar e Vigilância Sanitária participaram da força-tarefa.

Durante o período, fiscais da Vigilância Sanitária estiveram nas regiões Norte, Sul, Centro e Continente. Embora estabelecimentos pontuais estivessem abertos, as orientações dos agentes foram prontamente acatadas, segundo a prefeitura. Não houve notificações e interdições.

Durante a manhã desta quarta-feira (17), equipes da Vigilância estão presentes no Norte da Ilha. À noite, as fiscalizações seguem em toda a Capital.

Não houve notificações na primeira noite de fiscalizaçãoNão houve notificações na primeira noite de fiscalização – Foto: Anderson Coelho/Arquivo/ND

“Solicitamos o mesmo empenho, dedicação e compreensão das pessoas para que evitem os locais públicos, evitem aglomeração”, pede o comandante Brasil.

Conforme o decreto vigente para contenção da Covid-19, assinado pelas prefeituras da Grande Florianópolis, o comércio e atividades considerados não essenciais podem funcionar apenas das 6h às 18h.

Mudanças

Uma alteração no decreto de restrições, publicada no Diário Oficial desta terça-feira, alterou as regras para uso de espaços públicos. Agora, está permitida, das 06h01 às 17h59, a permanência e circulação de pessoas em praias, parques e praças da Capital.

O documento, contudo, segue proibindo, em qualquer horário, a utilização de salões de festas e outros espaços de uso coletivo em condomínios e prédios privados.

Também entra na lista de suspensão o calendário de eventos esportivos organizados pela Fesporte (Fundação Catarinense de Esporte).

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Saúde