Com vacinação, secretário de Saúde de SC acredita que “teremos um Natal em família”

Imunização por faixa etária foi iniciada nesta semana com pessoas a partir de 59 anos de idade sem comorbidades no Estado

A ampliação dos grupos a serem vacinados contra Covid-19 em Santa Catarina aumenta a expectativa sobre a imunização de todos os adultos ainda neste ano. O secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, afirmou que tem “fé de que teremos um Natal em família”.

No último boletim divulgado na quarta-feira (10), 419 pacientes aguardavam vagas em UTI´s. – Foto: Leo Munhoz/ NDNo último boletim divulgado na quarta-feira (10), 419 pacientes aguardavam vagas em UTI´s. – Foto: Leo Munhoz/ ND

A declaração foi dada a um internauta nas redes sociais, quando foi questionado sobre os prazos para a aplicação das doses na população em geral. Nesta semana, foi aprovada a entrada de grupos por idade, que inicia com pessoas a partir de 59 anos. 

O governador de São Paulo, João Dória (PSDB) anunciou nesta quarta-feira (2), nas redes sociais, que irá vacinar toda a população adulta do Estado até o dia 31 de outubro.

Em relação a datas, Motta Ribeiro ponderou. “Seria leviano dar uma data neste momento, pois há muitos fatores envolvidos. Espero que entenda a cautela que o momento exige. “Mas completou com “tenho fé de que este ano teremos um Natal em família”.

Confira a vacinação contra Covid-19 por idade

A imunização por idade será a partir dos 59 anos, dividida em oito grupos. As prefeituras serão encarregadas de coordenar a aplicação e convocação das pessoas.

  • 55 a 59 anos;
  • 50 a 54 anos;
  • 45 a 49 anos;
  • 40 a 44 anos
  • 35 a 39 anos;
  • 30 a 34 anos;
  • 25 a 29 anos;
  • 18 a 24 anos.

Na tabela divulgada pela Dive (Diretoria de Vigilância Epidemiológica), com a quantidade de doses que serão enviadas para cada cidade nesta semana, consta que 91.730 doses devem ser usadas para o início da vacinação da população em geral, com 55 até 59 anos.

O quantitativo corresponde a 21% dos catarinenses com essa faixa etária. Lembrando que as prefeituras devem iniciar a imunização pelos moradores com 59 anos, seguindo de forma decrescente até os 55 anos. 
+

Saúde