Comitê do Canadá não aconselha uso de vacina em maiores de 65 anos

Avaliação do Comitê Consultivo Nacional sobre Imunização é de que medicamento não teria eficácia para o grupo

O principal comitê consultivo sobre vacinas do Canadá recomendou, nesta segunda-feira (1º) a não utilização da vacina contra Covid-19 produzida pela farmacêutica Astrazeneca, em paceria com a Universidade de Oxford em pacientes com 65 anos ou mais no país. O comitê citou evidências insuficientes sobre a eficácia para o grupo.

Vacina que começou este ano é aposta para que pacientes procurem mais os oncologistas – Foto: DivulgaçãoVacina que começou este ano é aposta para que pacientes procurem mais os oncologistas – Foto: Divulgação

A avaliação do Comitê Consultivo Nacional sobre Imunização está alinhado com países europeus, e foi entregue três dias após o regulador de medicamentos do Canadá ter autorizado o uso da vacina da Astrazeneca. A agência afirmou que a vacina atende aos requisitos de segurança, eficácia e qualidade e pode ser administrada a pessoas de todas as idades.

No entanto, “os dados são insuficientes para determinar a eficácia em indivíduos com idade igual ou superior aos 65 anos”, afirmou o Comitê. Itália e Alemanha seguem linha semelhante, e não administram as vacinas em pessoas acima dos 65 anos.

+

Saúde

Loading...