Como pessoas com comorbidades em SC farão comprovação para se vacinar contra Covid-19?

Previsão do Ministério da Saúde é que grupo que contempla a fase 3 do Programa Nacional de Imunização comece a ser vacinado no mês de maio

O Ministério da Saúde prevê o início da vacinação contra a Covid-19 para pessoas com comorbidades para o mês de maio. O termo é empregado para designar pessoas com condições de saúde, como doenças graves, que as deixam com mais risco de uma eventual infecção pelo novo coronavírus evoluir para um quadro grave.

Como pessoas com comorbidades em SC farão comprovação para se vacinar contra Covid-19? – Foto: Prefeitura de Itajaí/DivulgaçãoComo pessoas com comorbidades em SC farão comprovação para se vacinar contra Covid-19? – Foto: Prefeitura de Itajaí/Divulgação

Esse grupo de pessoas contempla a fase três do PNI (Plano Nacional de Vacinação). Em Santa Catarina, ao todo, segundo o plano Estadual de Vacinação, 1.365.028 pertencem a este grupo.

De acordo com a Dive/SC (Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina), o grupo de comorbidades engloba adultos de 18 a 59 anos com:

  • Diabetes melitus
  • Pneumopatis crônicas graves
  • Hipertensão Arterial Resistente (HAR)
  • Hipertensão arterial estágio 3
  • Hipertensão arterial estágios 1 e 2 com LOA e/ou comorbidade
  • Insuficiência cardíaca
  • Cor-pulmonale e hipertensão pulmonar
  • Cardiopatia hipertensiva
  • Síndromes coronarianas
  • Valvopatias
  • Miocardiopatias e pericardiopatias
  • Doenças da aorta, dos grandes vasos e fístulas arteriovenosas
  • Arritmias cardíacas
  • Cardiopatias congênitas no adulto
  • Próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados
  • Doença cerebrovascular
  • Doença renal crônica
  • Imunossuprimidos
  • Anemia falciforme
  • Obesidade mórbida
  • Síndrome de Down

Vale ressaltar que no fim de março, o Ministério da Saúde incluiu todos os adultos com HIV no grupo prioritário de vacinação contra Covid-19.

Fases de vacinação para os grupos prioritários – Foto: Governo de Santa Catarina/ReproduçãoFases de vacinação para os grupos prioritários – Foto: Governo de Santa Catarina/Reprodução

O Ministério da Saúde explica que os grupos prioritários foram baseados em princípios similares estabelecidos pela OMS (Organização Mundial da Saúde). Conforme a pasta, o objetivo principal da vacinação é reduzir os números de mortes e casos de Covid-19.

Quais documentos preciso apresentar?

Segundo a Dive/SC, indivíduos pertencente ao grupo de pessoas com comorbidades poderão se pré-cadastrar no SIPNI (Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações).

Aqueles que não tiverem sido pré-cadastrados poderão apresentar qualquer comprovante que que comprove a inclusão no grupo prioritário, como receitas médicas, prescrições, exames e relatórios médicos.

Critérios utilizados

O Ministério da Saúde orienta as autoridades locais de saúde que dentro do universo das pessoas acometidas com comorbidades seja empregado o critério de idade em grupos de intervalos de cinco anos.

Assim, seriam imunizados primeiro as pessoas com 55 a 59 anos. Em seguida, aquelas com 50 a 54 anos. E assim por diante até a idade mínima dos grupos prioritários, de 18 anos.

Florianópolis solicitará atestado médico

De acordo com coordenadora do plano municipal de vacinação, Sandra Regina da Costa, em Florianópolis o indivíduo que faz parte do grupo com comorbidades precisará apresentar um atestado médico validado nos últimos 12 meses, carimbado e assinado, podendo ser assinatura digital do médico, dizendo qual comorbidade a pessoa tem.

“Todas as comorbidades são doenças crônicas. É um doença pré-existente. Se você tem uma doença crônica, alguém te diagnosticou e você tem que ter um tratamento para essa doença. A população deve solicitar ao médico essa declaração, que pode ser digital”, explica a profissional.

Segundo o prefeito da Capital, Gean Loureiro, em entrevista ao Grupo ND, ainda não há previsão para início da vacinação da fase três (pessoas com comorbidades) na cidade.

Florianópolis atualiza calendário de vacinação

A primeira dose da vacina contra Covid-19 para profissionais de saúde autônomos de 40 anos ou mais com comorbidades será aplicada em Florianópolis nesta sexta-feira (23). Já no sábado (24), idosos de 63 anos ou mais serão imunizados com a primeira dose dos imunizantes.

Veja o cronograma:

Sexta-feira -> A vacinação é destinadata para profissionais de saúde autônomos de 40 anos ou mais com comorbidades.

  • SEAD/UFSC, das 7h30 às 18h30;
  • Floripa Shopping, Piso SL, das 8h às 17h.

Sábado (24) -> Pessoas de 63 anos ou mais serão vacinadas com a primeira dose das vacinas.

Confira os pontos de imunização, que funcionam das 9h às 16h:

  • Drive-thru no Centro de Eventos da UFSC;
  • Ponto de vacinação para pedestres no Centro de Eventos da UFSC;
  • Drive-thru na Polícia Rodoviária da SC-401;
  • Drive-thru no antigo aeroporto;
  • Drive-thru no Bolsão da Beira-mar Continental, próximo às quadras;
  • Ponto de vacinação para pedestres na Beira-mar Continental.

* Com informações da Agência Brasil

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Saúde

Loading...