Como vai funcionar a vacinação de crianças contra a Covid-19 no Sul de SC

Tubarão já iniciou a vacinação nesta segunda-feira (17); Criciúma, Içara e Laguna devem começar a partir dos próximos dias

Após Santa Catarina receber 39.800 doses pediátricas contra Covid-19, as principais cidades do Sul do Estado já se preparam para iniciar a vacinação de crianças, de cinco a 11 anos, ainda esta semana. Algumas já começaram na manhã desta segunda-feira (17), a exemplo o município de Tubarão.

Vacinação de crianças contra Covid-19 no Sul do Estado ocorrem ao longo desta semana – Foto: Criatiano Andujar/ PMF/Divulgação NDVacinação de crianças contra Covid-19 no Sul do Estado ocorrem ao longo desta semana – Foto: Criatiano Andujar/ PMF/Divulgação ND

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, a vacinação acontece no Centro de Vacinação da cidade, das 9h às 19h, e é voltada para crianças de cinco a 11 anos que possuem comorbidades ou deficiências permanentes.

O município, conforme o órgão municipal, recebeu 480 doses de imunizantes pediátricos, dos 39.800 imunizantes que chegaram à Santa Catarina na sexta-feira (14).

Em nota, a Prefeitura de Tubarão destacou que ainda não recebeu o quantitativo necessário para atender toda a população dessa faixa-etária.

Segundo a administração municipal, levando em conta dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), Tubarão possui  quase 8,5 mil crianças em seu território.

O que é preciso levar?

Para receber o imunizante, é necessário comparecer ao local e apresentar um laudo médico ou exame comprobatório que indique a comorbidade ou deficiência:

  • Comprovação de atendimento em centro de reabilitação ou unidade especializada;
  • Documento oficial com indicação da deficiência;
  • Cartões de gratuidade do transporte público;
  • Laudo ou declaração emitido pela equipe multidisciplinar que indique a condição de obesidade, deficiência ou comorbidade;
  • Autodeclaração física (na ausência de outro tipo de documento) para os casos de deficiência permanente grave.

Vale lembrar que os documentos serão retidos pela equipe de vacinação para fins de auditoria, portanto é necessário também levar uma cópia deles.

Criciúma já se prepara para iniciar vacinação

A partir desta terça-feira (18), Criciúma também começa a vacinar crianças contra a Covid-19, às 8h. No último sábado (15), a cidade recebeu 1070 doses pediátricas.

A estimativa da Secretaria Municipal de Saúde para o público-alvo dessa fase de vacinação é de 18.500 crianças.

A imunização inicia com dois grupos: crianças de cinco a 11 anos com deficiência permanente grave ou comorbidades; e por faixa etária, iniciando com 11 anos.

Para se vacinar, é necessário realizar cadastro prévio no site Minha Vacina e a presença dos pais ou responsáveis no momento da imunização.

“Algumas unidades estão com a sala de vacinação fechada, pois temos profissionais afastados por testarem positivo para a Covid-19. A medida que esses profissionais retornarem abriremos as salas nas demais unidades. A ideia é que em breve todas as unidades estejam vacinando crianças”, explicou o gerente de Vigilância em Saúde, Samuel Bucco.

A imunização de crianças começa nas mesmas unidades em que já ocorrem a de adolescentes e adultos. Ao todo,  são 34 pontos de vacinação.

Içara e Laguna começam a vacinar crianças na quarta-feira (19)

Em Içara, a vacinação de crianças contra a Covid-19 inicia nesta quarta-feira (19) em 11 postos de saúde. O cronograma começa com crianças de 11 anos e com pessoas de qualquer idade que apresentem comorbidades.

Certificado de coragem foi entregue às crianças que tomaram a vacina em Fortaleza – Foto: Twitter/Prefeitura de Fortaleza/Divulgação NDCertificado de coragem foi entregue às crianças que tomaram a vacina em Fortaleza – Foto: Twitter/Prefeitura de Fortaleza/Divulgação ND

No primeiro dia de vacinação, segundo a Secretaria de Saúde de Içara, serão disponibilizadas 300 doses de imunizantes pediátricos.

Para a aplicação, serão exigidos documentos tanto da criança quanto dos pais ou responsáveis que a estiverem acompanhando. Além disso, as doses serão exclusivas para moradores de Içara, exigindo a apresentação de comprovante de residência.

Em Laguna, a vacinação de crianças também inicia a partir desta quarta-feira (19). De acordo com a Secretária de Saúde, serão aplicadas, inicialmente, 210 doses em crianças de cinco a 11 anos.

O atendimento será mediante agendamento nos seguintes postos de saúde: Mar Grosso (3644-4826); Campo de Fora (3647-6377); Portinho (3646 0174) e Cabeçuda (3644-2076).

Em nota, a prefeitura reforçou que as doses serão para crianças de cinco a 11 anos com deficiência permanente (física, mental, intelectual ou sensorial), portadores de comorbidades, indígenas, quilombolas ou crianças que vivem em abrigos e em lares com pessoas de alto risco para evolução grave de Covid-19.

Também informou que todas as crianças devem apresentar atestado médico, documento de identificação ou certidão de nascimento.

Recomendação do Estado

A Secretaria de Saúde de Santa Catarina recomendou que a vacinação contra a Covid-19 ocorra em ambiente seguro e acolhedor, justamente por se tratarem de crianças. Devem ser evitadas, por exemplo, ações de vacinação em drive-thru.

Os profissionais de saúde também devem apresentar aos pais e/ou responsáveis pela criança o frasco da vacina com a tampa laranja antes de aplicar as doses. O objetivo é que não haja dúvidas de que a vacina aplicada é a pediátrica.

Outra recomendação, adotada pela Dive/SC por precaução, é que a vacina contra a Covid-19 não seja aplicada ao mesmo tempo que outras vacinas de rotina do calendário infantil, sendo necessário aguardar um intervalo de 15 dias entre a dose da vacina contra a Covid-19 e as demais vacinas.

Para que as crianças sejam vacinadas, elas devem ser acompanhadas dos pais e/ou responsáveis ou, em caso de ausência, a vacinação pode ser realizada mediante apresentação de um termo de consentimento por escrito.

“Pedimos que os pais e responsáveis fiquem atentos aos locais e datas de vacinação indicados pelos municípios e levem as crianças para vacinar. A vacina é a principal medida de prevenção contra a Covid-19 também para as crianças, sendo segura e eficaz”, ressalta o diretor da DIVE, João Augusto Brancher Fuck.

Intervalo entre as doses

De acordo com a atualização do PNO (Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19), do Ministério da Saúde, o intervalo entre as duas doses deve ser de oito semanas.

+

Saúde

Loading...