‘Como vou cuidar dessas crianças?’, diz pai de trigêmeos após morte da mãe em Itajaí

Camila Cassemiro morreu na última quinta-feira (28) depois de complicações no pós-parto de trigêmeos no Hospital Marieta

“Foi um baque pra mim. Como vou cuidar dessas crianças agora?”, é o que se pergunta José Cleberton Xavier Cardoso, marido de Camila Cassemiro, que morreu na madrugada de quinta-feira (28). Ela se foi após dar à luz trigêmeos, em Itajaí.

Com sete filhos e sem a esposa, José depende do apoio de familiares. A mãe, que mora na mesma rua, no bairro da Murta, vai ficar com eles. Além dela, uma irmã está a caminho.

Pai de trigêmeos fala sobre o baque da morte da esposa – Foto: Antônio de Souza/NDTVPai de trigêmeos fala sobre o baque da morte da esposa – Foto: Antônio de Souza/NDTV

Uma das preocupações do pedreiro é o sustento das crianças. Ele e Camila estavam juntos desde a adolescência, há quase 14 anos. Desempregado, ele tinha planos para começar um novo emprego na quinta (28).

Camila já não trabalhava e se dedicava a cuidar dos filhos. O casal já tinha quatro filhas, incluindo uma de 13 anos, outra de 11 anos e duas gêmeas, de 3 anos.

A gravidez não foi planejada, mas o casal estava feliz com a nova adição à família. “Ela chegou a falar que tinha medo, mas tudo estava bem. Antes do parto, a pressão dela estava normal, tudo certo”, relembra José.

Camila foi levada ao Hospital Marieta Konder Bornhausen na terça-feira (26) e, aproximadamente às 10h, deu à luz duas meninas e um menino, o primeiro da família.

Os trigêmeos devem receber alta ainda na manhã desta sexta (29). – Foto: Hospital Marieta Konder Bornhausen/DivulgaçãoOs trigêmeos devem receber alta ainda na manhã desta sexta (29). – Foto: Hospital Marieta Konder Bornhausen/Divulgação

Na tarde de quarta (27), a assessoria do hospital confirmou que ela havia sofrido uma intercorrência, deu entrada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e estava em estado grave.

Camila morreu na madrugada de quinta-feira. Os trigêmeos seguem no hospital e devem receber alta ainda na manhã desta sexta (29).

Doações

Depois da notícia de que Camila não havia resistido às complicações no pós-parto, enfermeiros da UBS (Unidade Básica de Saúde) da Murta, bairro onde a família mora, começaram a angariar doações.

“Só tenho a agradecer a todo mundo que está doando”, diz José. As doações de leite, fraldas e roupas estão sendo arrecadadas na própria UBS da Murta, já que a casa da família é pequena e já não comporta todos os itens.

José também disponibilizou uma conta para depósito:

  • Caixa Econômica Federal
  • Agência 1868
    Conta corrente 00100022496-1
    Nome: José Cleberton Xavier Cardoso
    CPF 031.514.225-19
  • Chave Pix: 47988204856

* Com informações do repórter Paulo Metling, da NDTV

Acesse e receba notícias de Itajaí e região pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Saúde