Confira orientações para visitação aos cemitérios de Blumenau no Dia de Finados

Recomendações emitidas pela Secretaria de Saúde têm como objetivo evitar a propagação do coronavírus e do mosquito Aedes aegypti

A Secretaria de Promoção da Saúde emitiu uma série de recomendações para quem pretende visitar os cemitérios de Blumenau no Dia de Finados, celebrado em 2 de novembro. As recomendações têm como objetivo conter a transmissão do coronavírus e também evitar proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue e da febre amarela. 

Foto de um cemitério. Na imagem aparecem diversos túmulos, com flores e imagens de anjos e cruzes.

Cemitério Blumenau – Foto: PMB/Divulgação/ND

Entre as orientações está a obrigatoriedade do uso de máscara por visitantes e trabalhadores nos cemitérios, além da organização do fluxo de entrada e saída de pessoas, utilizando mais de um acesso. O distanciamento de 1,5 metro deve ser cumprido em caso de formação de filas e o tempo médio de permanência deverá ser de 45 minutos.

As tendas e barracas de venda de flores, devem respeitar o distanciamento de dois metros entre um ponto e outro e os proprietários deverão demarcar o espaçamento de, no mínimo, 1,5 metro para evitar aglomeração nas filas. Também devem disponibilizar álcool 70% para higienização das mãos dos clientes.

Para evitar a proliferação do Aedes aegypti, o mosquito da dengue, a orientação aos que que desejam levar flores aos túmulos é de que não levem recipientes que possam acumular água da chuva, por exemplo. É preciso colocar areia nestes recipientes.

Orientações aos visitantes

– Pessoas do grupo de risco (idosos, grávidas, lactantes e portadores de doenças crônicas) devem evitar a circulação ou locais com aglomeração de pessoas;

– Uso obrigatório de máscara durante toda permanência no cemitério;

– Não tocar os olhos, o nariz ou a boca com as mãos se não estiverem lavadas com água e sabão ou higienizadas com álcool em gel a 70%;

– Manter o distanciamento mínimo de 1,5 m para se evitar a transmissão comunitária da Covid-19;

– Levar sua própria garrafa de água, além do álcool em gel 70%;

– Evitar o toque em pessoas, objetos ou superfícies;

– Escolher horários onde sabidamente o fluxo de pessoas é menor;

– Usar a “etiqueta” respiratória ao tossir ou espirrar, protegendo o nariz e a boca com lenço ou papel descartável, ou ainda com o braço, nunca com as mãos;

– Higienizar as mãos com água e sabão ou álcool em gel 70% após tossir ou espirrar.

– Utilizar sempre recipientes com furos que permitam a vazão da água, mesmo que as flores sejam artificiais;

– Manter o nível de areia até a borda evitando o acúmulo de água;

– Dê preferência às flores artificiais. Nesse caso, ao invés de areia, podem ser utilizadas pedras, que facilitam o escoamento da água. Lembrar sempre de utilizar um recipiente furado;

– Retirar o invólucro de celofane, que embrulha o vaso ou buquê, que, por ser impermeável, favorece o acúmulo de água;

– Eliminar pratos que também propiciam a deposição de água;

– Ao optar por ramos de flores naturais, as mesmas deverão ser colocadas diretamente na areia presente nos vasos, que deverá estar umedecida.

+

Saúde