Consórcio Conectar oficializa pedido de compra de 15 milhões de doses à Sinopharm Biotech

Medida, oficializada pelo presidente de Florianópolis, Gean Loureiro, posiciona o grupo de prefeitos na fila de negociação direta para a compra das vacinas contra a Covid-19

A tão sonhada dose da vacina contra a Covid-19 pode chegar mais cedo para a população dos municípios que fazem parte do Conectar (Consórcio Nacional de Vacinas das Cidades Brasileiras). O prefeito de Florianópolis e presidente do consórcio, Gean Loureiro, oficializou nesta terça-feira (30) a intenção de compra de 15 milhões de doses da vacina Sinovac da farmacêutica chinesa Sinopharm Biotech.

Prefeito Gean Loureiro preside consórcio Conectar – Foto: PMF/Divulgação/NDPrefeito Gean Loureiro preside consórcio Conectar – Foto: PMF/Divulgação/ND

A medida posiciona o Conectar na fila de negociação direta para a compra. A embaixada chinesa no Brasil também foi contatada para auxiliar na interlocução, por meio do Embaixador Yang Wanming.

Recém- formado, o consórcio atua em diferentes frentes para antecipar a vinda de 80 milhões de doses para maio deste ano. Hoje, o prazo previsto pelo governo federal é no final de junho. O objetivo é unir forças com a União e os Estados para dar maior celeridade ao processo de vacinação dos públicos-alvo no Brasil.

O Conectar é formado por 2.598 municípios, entre os quais estão 25 capitais, que representam 150 milhões de brasileiros. Nesta quinta-feira (1/4), o grupo deve se reunir com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco.

“O propósito agora é fortalecer o Plano Nacional de Imunização. Trazer mais doses para a distribuição no Brasil e encurtar tempo para imunização de novos grupos prioritários”, afirma Gean Loureiro.

Loureiro, foi eleito o presidente do Conectar na última segunda-feira (29).  Ao seu lado, outros 17 prefeitos compõem a diretoria da autarquia, que tem por objetivo auxiliar municípios na vacinação, compra de medicamentos e estratégias de saúde pós-covid.

“Somos mais de 150 milhões de pessoas representadas e com um objetivo em comum: acelerar a vacinação no Brasil. E mais do que isso: buscar compras coletivas de medicamentos, barateando preços, e discutir o pós-pandemia: as sequelas que virão para a saúde pública. O tamanho deste consórcio é enorme, assim como nossa responsabilidade e seriedade no trato deste tema. Sem vender ilusões, sem criar falsas expectativas, com foco em apoiar as cidades em cada canto do Brasil, que é onde as pessoas são vacinadas e cuidadas”, destaca Loureiro.

https://multimidia.fnp.org.br/biblioteca/documentos/item/934-documentos-legais-para-adesao-ao-consorcio-publicoOs prefeitos que desejam fazer parte do Conectar podem encontrar a relação de documentos necessários aqui (Hyperlink)

+

Prefeitura de Florianópolis