Coronavírus: Gean Loureiro se reúne com Bolsonaro para falar de ações em Florianópolis

Gean apresentou os resultados do atendimento pré-clinico na Capital; Ministério da Saúde quer levar a iniciativa para todo o Brasil

O prefeito Gean Loureiro se reuniu na manhã deste domingo (22) com o presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, para avaliar as ações de Florianópolis e os próximos passos em relação ao coronavírus. Durante o encontro, Gean apresentou os resultados dos atendimentos na Capital.

Gean Loureiro se reúne com presidente para falar de ações em Florianópolis – Foto: Prefeitura de Florianópolis/NDGean Loureiro se reúne com presidente para falar de ações em Florianópolis – Foto: Prefeitura de Florianópolis/ND

Bolsonaro e Mandetta ouviram sobre os atendimentos pré-clínicos que iniciaram em Florianópolis de maneira inédita no SUS (Sistema Único de Saúde). A intenção do Ministério da Saúde agora é levar a iniciativa para todo o Brasil. A reunião foi feita via internet.

O programa Alô Saúde, lançado na última semana, permite agora que a população agende consultas, tire dúvidas e converse com o médico sem sair de casa. Cerca de 60 técnicos em enfermagem foram contratados para o serviço. Os profissionais atuaram em quatro turnos distintos.

Leia também:

O público-alvo do serviço são moradores de Florianópolis com o CPF e o cadastro do SUS atualizados e vinculados a uma unidade de saúde da Capital.

Desde que teve inicio, o programa chamado de Alô Saúde atendeu 25 mil pessoas. Com a iniciativa, a prefeitura acredita que tenha retirado das unidades de saúde cerca de 50% deste número. “A principal dúvida era em relação ao coronavírus”, disse durante a reunião.

Casos em Florianópolis

Desde que a pandemia do coronavírus teve inicio, Florianópolis já registrou 10 casos da doença. E para conter o avanço da doença, além do atendimento de saúde remoto, a prefeitura determinou o fechamento da ponte e proibição às praias.

O acesso às orlas das praias de Florianópolis foi fechado na sexta-feira (20) e e ficará assim pelos próximos cinco dias. A intenção é evitar a aglomeração de pessoas.

Ônibus também estão proibidos de entrar a Capital. A ação está sendo realizada pela GMF (Guarda Municipal de Florianópolis). A exceção fica por conta de ônibus especiais de funcionários da saúde e da Comcap (Autarquia de Melhoramentos da Capital).

View this post on Instagram

A verdade sobre o contágio do Coronavírus.

A post shared by Gean Loureiro (@gean_loureiro) on

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Saúde