Coronavírus: Hospital Albert Einstein confirma 16 novos casos e total do País sobe para 69

Além das 16 contaminações por coronavírus registradas nesta quarta pelo Einstein, 52 casos já haviam sido divulgadas pelo Ministério da Saúde

O Hospital Israelita Albert Einstein informou ao jornal O Estado de S. Paulo que confirmou, somente ao longo desta quarta-feira (11), 16 novas infecções pelo novo coronavírus. Como o resultado desses exames saiu nas últimas horas, esses casos ainda não foram notificados ao Ministério da Saúde, já que as unidades de saúde têm até 24 horas para informar a pasta sobre os registros da doença.

Com os novos casos, e contando com uma nova confirmação na Bahia, sobe para 69 o número de infecções confirmadas no País. Além das 16 registradas nesta quarta pelo Einstein, 52 já haviam sido divulgadas nesta tarde pelo ministério.

Leia também:

De acordo com a assessoria de imprensa do hospital, desde o início da circulação do vírus no País, 38 infecções já foram confirmadas no hospital, mas 22 já haviam sido informadas ao governo.

Nos últimos dias, o Einstein têm registrado aumento exponencial no número de pacientes suspeitos que procuram o pronto-atendimento. O número de testes para a doença realizados na unidade passou de 259 no dia 9 de março para 492 nesta quarta.

Terceiro caso da Bahia

Em nota, o governo da Bahia disse que o novo caso desta quarta, o terceiro no Estado, foi confirmado em uma mulher de 68 anos que teve contato domiciliar com a segunda paciente quando esta ainda estava assintomática.

Agora, a nova paciente encontra-se com sintomas leves e está em isolamento domiciliar, adotando as medidas de precaução de contato.

Santa Catarina tem 47 casos suspeitos, nenhum confirmado

A Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina registrou cinco novas suspeitas de coronavírus no Estado, entre os dias 9 e 11 de março. Ao todo, o Estado conta com 47 casos suspeitos.

No mesmo período outras quatro suspeitas foram descartas, somando 32 casos descartados. Confira aqui todas as cidades catarinenses com casos monitorados.

+

Saúde