Coronavírus: sobe de nove para 36 o número de casos suspeitos em Santa Catarina

Cidade com maior número de casos suspeitos é Florianópolis, que passou de quatro para sete nesta segunda-feira (2)

O número de casos suspeitos de coronavírus em Santa Catarina teve um salto considerável em apenas um dia, passando de nove para 36, segundo dados do Ministério da Saúde.

Casos suspeitos aumentam em Santa Catarina, de acordo com os dados divulgados pelo Ministério da Saúde – Foto: Imagem: creativeneko/Shutterstock.com/DivulgaçãoCasos suspeitos aumentam em Santa Catarina, de acordo com os dados divulgados pelo Ministério da Saúde – Foto: Imagem: creativeneko/Shutterstock.com/Divulgação

Os dados foram atualizados nesta segunda-feira (2), fazendo com que o Estado tivesse um aumento de 300% em relação aos últimos números divulgados na tarde de domingo (1º). Em todo o país, há 433 casos suspeitos e dois casos confirmados no estado de São Paulo.

Florianópolis é a cidade com maior número de casos, com 11 suspeitos. Além dela, outros 11 municípios têm casos sendo monitorados. Joinville, a cidade mais populosa do estado, tem sete.

De acordo com o médico infectologista Marcelo Mulazani, há situações que podem indicar um possível caso suspeito: febre, problema respiratório e ter viajado para países com alerta do vírus, ter tido contato com algum caso suspeito ou confirmado.

“Não há porque ter pânico”

Após analisar os números, o secretário de Estado da Saúde, Helton de Souza Zeferino, reforça que não há qualquer motivo para pânico da população. “A mensagem a ser passada para a população é de que não há porque ter pânico. Todos os estados registraram aumento nos casos em investigação”, salienta.

Zeferino destaca ainda que Santa Catarina já trabalha no plano de contingência desde a primeira quinzena de fevereiro e com a liberação do laboratório central para a realização do exame que detecta o contágio por coronavírus, haverá mais agilidade para tomada de decisão.

Leia também:

Coronavírus: sobe para 252 o número de casos suspeitos no Brasil

2º paciente com coronavírus no Brasil voltou da Itália com máscara

“Hoje nós temos um delay de alguns dias entre o exame e o resultado. Com isso, teremos mais agilidade para que possamos descartar os que não são e adotar a devida conduta para os possíveis casos diagnosticados”, ressalta.

Ele esclarece ainda que a maioria dos casos serão tratados de forma domiciliar, com poucos deles sendo destinados a tratamento em unidade hospitalar. Nestas ocorrências, garante o secretário, os hospitais catarinenses estão preparados para o tratamento e cuidado com os pacientes.

Cidades com casos suspeitos:

  • Balneário Camboriú – 3
  • Chapecó – 2
  • Concórdia – 1
  • Florianópolis – 11
  • Itajaí – 3
  • Itapema – 2
  • Joinville – 7
  • Pouso Redondo – 1
  • São Bento do Sul – 2
  • São João Batista – 1
  • São José – 2
  • Tijucas – 1

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Blumenau e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Saúde