Covas explica ida ao Maracanã e desabafa: ‘hipocrisia generalizada’

A foto do prefeito durante o jogo de sábado (30) foi amplamente compartilhada nas redes sociais

Após ser criticado por ir ao estádio do Maracanã assistir a final da Copa Libertadores entre Palmeiras e Santos, que aconteceu no sábado (30) no Rio de Janeiro, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), usou sua conta no Instagram para se explicar dizendo que a internet “pegou pesado” e que a sociedade virou uma “hipocrisia generalizada”.

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas  – Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil/NDO prefeito de São Paulo, Bruno Covas  – Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil/ND

A foto do prefeito durante o jogo de ontem foi amplamente compartilhada nas redes sociais, com os internautas o criticando sobre sua postura, após ter decretado, juntamente com o governador João Dória, o fechamento de bares, restaurantes e comércio nos fins de semana, feriados e durante a semana após às 20h durante a fase vermelha, com o intuito de conter a disseminação da covid-19.

Em postagem neste domingo, Covas disse que a “lacração da internet resolveu pegar pesado” e emendou que “a hipocrisia generalizada que virou nossa sociedade resolveu me julgar como se eu tivesse feito algo ilegal”.

O prefeito explica que tomou a decisão de ir ao estádio levar seu filho, após o término de suas sessões de radioterapia e “tantas incertezas sobre a vida”. Segundo ele, “se esse é o preço a pagar para passar algumas horas inesquecíveis com meu filho, pago com a consciência tranquila”.

+

Saúde