João Paulo Messer

Política, economia, bastidores e tudo que envolve o cotidiano e impacta na vida do cidadão de Criciúma e região.


Chamada de vídeo aproxima o pai na hora do parto da segunda filha

Emoção de acompanhar o partido da segunda filha foi proporcionado por uma chamada de vídeo

O fato ocorreu já no dia 12 de março, mas só foi divulgado neste fim de semana pelo Hospital São José de Criciúma. Trata-se de mais uma destas histórias emocionantes relacionadas à COVID-19. A família de Mayara Agostinho e Alexandre Rossa, em Criciúma viveu naquele dia todas as emoções da chegada de um novo membro. Nasceu a pequena Maria Augusta. Como o pai, Alexandre, de 31 anos, positivado para COVID-19 pôde presencialmente o parto, foi lhe proporcionado acompanhar tudo de forma virtual.

Emoção na hora do nascimento. – Foto: Foto: Bendito Ventre FotografiasEmoção na hora do nascimento. – Foto: Foto: Bendito Ventre Fotografias

Alexandre, esteve por 42 dias na UTI e naquele dia foi levado para uma clínica de reabilitação, recuperando-se de uma parada cardiorrespiratória que teve neste período de internação. Sua dor foi amenizada por uma chamada de vídeo feita no momento do nascimento da pequena Maria. Um momento de emoção que aproximou a família e possibilitou que o pai, mesmo que inconsciente, pudesse ouvir o primeiro choro da criança.

O casal esperou por cinco anos para ter a segunda filha, que veio num momento muito difícil. Na clínica onde está Alexandre ele passou a receber visitas dos familiares. O último mês de gestação foi uma turbulência de sentimentos como define a esposa.

A pequena Maria Augusta nasceu no Hospital São José, no dia 12 de março, às 9h34, pesando 3.754 quilos e medindo 49,5 centímetros.

Casal fica mais perto graças a uma chamada de vídeo – Foto: Foto: Bendito Ventre FotografiasCasal fica mais perto graças a uma chamada de vídeo – Foto: Foto: Bendito Ventre Fotografias

Além da chamada de vídeo, no momento do nascimento da menina, também foi colocada uma das músicas que Alexandre cantava para a família.