Covid-19: Como será a vacinação nas principais cidades de SC

O Estado aguarda a chegada das vacinas na próxima semana para iniciar distribuição das doses de acordo com a demanda dos municípios

Com a aprovação emergencial da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para uso emergencial da vacina Coronavac contra a Covid-19, Santa Catarina se prepara para receber as primeiras doses. A aprovação ocorreu neste domingo (17), em São Paulo. A enfermeira Mônica Calazans foi a primeira a ser vacinada no país.

O ministro da saúde Eduardo Pazuello informou que a distribuição das doses da vacina inicia às 7h desta segunda-feira (18) e a vacinação começa na quarta-feira (20), às 10h, dependendo da logística de cada Estado.

Segundo Pazuello, a aprovação emergencial foi para as vacinas importadas, não para as produzidas no Brasil. Portanto, não estão aprovadas as vacinas produzidas pelo Butantan no Brasil, apenas as importadas.

O diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas,  informou que 4.636.936 doses serão destinadas  ao centro de logística do Ministério da Saúde e depois serão endereçadas aos Estados.

Mulher negra, sentada, com uma blusa azul escuro e parte de um jaleco branco, com uma máscara branca e usando óculos, recebe a vacina contra a Covid-19 de uma enfermeira, com a seringa na mão, de jaleco branco, com o cabelo preso e uma máscara azul. Ao fundo um painel verde escrito instituto butantan a serviço da vidaA enfermeira Mônica Calazans, de 54 anos, que trabalha no Instituto Emílio Ribas, foi a primeira a ser vacinada com a Coronavac do Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac – Foto: Aloisio Maurício/Fotoarena/Estadão Conteúdo/ND

Estado enviará doses em até 24 horas

O governador Carlos Moisés reforçou na tarde de sexta-feira (15) que Santa Catarina está preparada para iniciar a imunização dos catarinenses contra a Covid-19 assim que receber as doses do Ministério da Saúde.

Governador Carlos Moisés de máscara, sentado, com uma camisa cinzaGovernador garantiu a rápida distribuição das doses – Foto: Mauricio Vieira/Secom

O chefe do Executivo estadual destacou que, a partir do momento da chegada dos vacinas, elas serão enviadas a todos os municípios catarinenses em até 24 horas.

“O Governo do Estado está pronto para iniciar a campanha de vacinação contra a Covid-19. Nós temos em nossos almoxarifados todos os insumos necessários para executar as quatro primeiras fases definidas pelo Ministério da Saúde. Em até 24 horas, nós colocaremos em todos os municípios catarinenses as vacinas que o Governo Federal destinará a Santa Catarina. Juntos nós venceremos”, frisou.

Florianópolis pretende vacinar 40 mil pessoas de imediato

Na capital de Santa Catarina, a estimativa é que 40 mil pessoas, entre idosos em asilos e profissionais da Saúde, estejam na linha prioritária de vacinação.

O prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro, pede calma já que, o cronograma terá que funcionar diretamente a partir das remessas do governo federal.

Gean lembrou ainda que, também por isso, os municípios terão que “pressionar” o governo federal para que cumpra com os prazos e remessas.

De acordo com Loureiro o número de doses repassadas precisa ser o dobro do número de vacinados. Por exemplo, em caso de Florianópolis receber 10 mil doses inicialmente, 5 mil pessoas serão vacinadas. Trata-se de uma determinação já que a primeira dose é aplicada para que, 30 dias depois, uma nova aplicação aconteça.

Gean Loureiro, também por isso, fez questão de enaltecer a organização necessária de cada município para a aplicação dos imunizantes.

O prefeito reeleito em primeiro turno em Florianópolis também lembrou que as doses serão repassadas aos municípios via capitais e, por isso, a tendência é que em Santa Catarina, como os demais municípios, a capital tenha início antes.

“Temos 522 vacinadores qualificados, temos seringa e vacina para todo o grupo prioritário e mais um pouco. Na fase inicial vamos vacinar nos institutos de longa permanência. É importante ter calma, não teremos vacina para todo mundo”, salienta.

Vacinação em Blumenau será na Vila Germânica

A prefeitura de Blumenau confirmou que a vacinação contra a Covid-19 será realizada no setor 1 do Parque Vila Germânica, onde tradicionalmente ocorre a Oktoberfest.

“Assim que recebermos as doses do Ministério da Saúde poderemos iniciar a campanha. Não há nenhum tipo de problema. Está tudo certo. Tanto na questão de estrutura, quanto na questão de pessoal”, disse a vice-prefeita de Blumenau Maria Regina Soar.

Espaço da Vila Germânica em Blumenau, visto de cima, com os telhados a mostra e pessoas caminhandoPrefeitura confirma vacinação contra o coronavírus na Vila Germânica – Foto: Reprodução / NDTV Blumenau

Segundo a vice-prefeita, Blumenau deve seguir “rigorosamente” o Plano Nacional de Imunização em quatro fases. Com isso, os grupos prioritários serão os mesmos estabelecidos pelo Ministério da Saúde.

Na primeira fase serão vacinados trabalhadores da saúde, idosos acima de 75 anos, idosos acima de 60 anos que estão em casas asilares e indígenas com idade acima de 18 anos. A segunda fase é formada por pessoas entre 60 e 74 anos.

Na terceira fase, serão vacinadas pessoas acima dos 18 anos que tenham as seguintes comorbidades: hipertensão de difícil controle, diabetes mellitus, doença pulmonar obstrutiva crônica, doença renal, doenças cardiovasculares e cerebrovasculares, indivíduos transplantados de órgão sólido, anemia falciforme, câncer e obesidade grave (IMC maior ou igual a 40).

Por fim, a quarta fase imunizará professores, profissionais das forças de segurança e que atuam nos sistemas prisionais. Outros grupos prioritários podem ser inseridos dependendo do número de vacinas disponíveis.

Itajaí e Balneário Camboriú estão prontas

O município de Itajaí afirmou que montou uma estrutura exclusiva para o medicamento e duas possibilidades: a disponibilidade via ministério da Saúde e  SES (secretaria de Estado da Saúde), ou ainda, se necessário, a compra de doses com recursos próprios.

Doses de vacinas com as tampas azuis e cinzas colocadas em um reservatório de armazenamento de cor transparente dentro de um refrigeradorItajaí se prepara para vacinar a população – Foto: Mateus Nunes/ND

Além disso, a secretaria de Saúde de Itajaí solicitou a compra de seis novas câmaras de vacina para armazenamento de doses. Atualmente, o município conta com 35 câmaras de 340 litros cada. Juntos os equipamentos têm capacidade para armazenar entre 350 mil e 770 mil doses de vacina, dependendo do tamanho da embalagem.

O prefeito de Balneário Camboriú, Fabrício Oliveira, afirmou em reunião com o presidente do Grupo ND, Marcello Petrelli, que a cidade já está preparada para imunizar a população com todos os insumos e de locais armazenamento adquiridos. Além disso, tem a logística pronta apenas esperando a vacina chegar.

Criciúma disponibiliza estádio Heriberto Hülse para vacinação

Estádio do Criciúma, com o gramado verde vazio, as arquibancadas em branco e amarelo também vaziasEstádio Heriberto Hülse, casa do Criciúma – Foto: Reprodução/Instagram

Criciúma, por meio do presidente Anselmo Freitas, manifestou o desejo do clube disponibilizar a estrutura do estádio Heriberto Hülse para a cidade como local de vacinação contra a Covid-19.

O secretário de saúde do município, Acélio Casagrande, recebeu a carta do mandatário carvoeiro oficializando a posição do Tigre na manhã de sexta-feira (15), na Secretaria Municipal de Saúde.

Profissionais de saúde terão prioridade em Chapecó

Em Chapecó, maior município do Oeste de Santa Catarina, a rede municipal de saúde está preparada para assim que receber as doses iniciar a primeira etapa.

Cerca de 1.600 profissionais da saúde serão os primeiros a serem imunizados. São profissionais da rede municipal de saúde, somados aos cerca de 6 mil profissionais de serviços particulares e do HRO (Hospital Regional do Oeste).

quatro enfermeiras em uma UTI da Covid-19 com roupas azuis e jalecos transparentes por cima, usando máscaras azuis e com os cabelos presos, atendendo um paciente entubado com Covid-19 Em Chapecó, profissionais da saúde terão prioridade na vacinação – Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil/ND

Na primeira etapa também serão imunizados idosos com mais de 75 anos, idosos com mais de 60 anos em instituições de longa permanência e indígenas.

Chapecó conta com 30 mil seringas, mas podem ser compradas até 300 mil, conforme a necessidade. O município possui insumos para a primeira etapa e profissionais habilitados para a aplicação da vacina contra a Covid-19. “Está prevista uma capacitação específica para toda a rede poder atender a demanda”, acrescentou a enfermeira.

Joinville estima vacinar 112 mil pessoas na primeira etapa

Cerca de 112 mil pessoas devem ser vacinadas na primeira etapa do plano de vacinação de Joinville, no Norte do Estado. A primeira etapa de vacinação acontecerá após o município receber as doses do governo federal. Inclusive, todo o plano segue as diretrizes do Ministério da Saúde.

Nesta fase, a vacinação será separada em quatro grupos. Profissionais da saúde, idosos acima de 75 anos, idosos acima de 60 anos que estão em instituições e acamados, e a população indígena serão os primeiros a serem vacinados.

Cidade de Joinville vista de cima com ruas, prédios, casas e carrosMunicípio de Joinville se prepara para iniciar vacinação contra a Covid-19- Foto: Reprodução/Youtube

Em seguida, vem os idosos entre 60 e 74 anos. Em terceiro, pessoas com comorbidades, de acordo com o plano nacional de imunização. Por fim, professores, profissionais das forças de segurança e que atuam nos sistemas prisionais.

Para isso, a Prefeitura montou uma estrutura a fim de garantir essa vacinação. Serão 53 salas e uma central de imunização. Além disso, o município já conta com 190 mil unidades de seringas em estoque e mais 200 mil estão para ser entregues. Todas as salas contam com refrigerador para armazenamento das doses e outros 35 já foram adquiridos.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Itajaí e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Saúde