Fabio Gadotti

Comportamento, políticas públicas, tendências e inovação. Uma coluna sobre fatos e personagens de Florianópolis e região.


Covid-19: indicadores estabilizados em SC, mas em patamares ainda muito altos

Pesquisador da UFSC coloca em xeque novas flexibilizações definidas pelo governo do Estado

Em novo boletim do Necat (Núcleo de Estudos de Economia Catarinense), divulgado nesta segunda-feira (3), o pesquisador Lauro Mattei aponta que a situação da pandemia da Covid-19 no Estado ainda é gravíssima e defende medidas efetivas para “achatar a curva de contágio”.

Indicadores da pandemia em Santa Catarina estão têm tendência de estabilidade – Foto: Ricardo Wolffenbüttel/Divulgação/Secom/NDIndicadores da pandemia em Santa Catarina estão têm tendência de estabilidade – Foto: Ricardo Wolffenbüttel/Divulgação/Secom/ND

Ele diz que a média semanal móvel de mortes teve queda de 14% em relação aos últimos 14 dias, mas fala em “tendência de estabilidade num patamar extremamente elevado”.

A reflexão do professor da UFSC ocorre no momento em que o Estado de Santa Catarina promove flexibilizações no setor de eventos, parado desde março do ano passado e, por isso, enfrentando uma crise sem precedentes.

“Lamentavelmente, os gestores atuais da pandemia no Estado estão fazendo uma leitura bastante distinta do comportamento dos indicadores, provavelmente para justificar as medidas de flexibilização adotadas nas duas últimas semanas”, criticou.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.