Covid-19: paciente do Vale do Itajaí espera há 24h por leito de UTI

Região tem 100% dos leitos de UTI Covid ocupados na rede pública de saúde

A lotação dos leitos de UTI Covid começa a comprometer o atendimento a pacientes infectados pelo vírus. Na região de Blumenau já há uma paciente há mais de 24 horas aguardando por uma vaga em unidade de terapia intensiva. A informação foi confirmada pelo Consórcio Intermunicipal de Saúde do Médio Vale do Itajaí.

A mulher tem 51 anos e está internada na enfermaria do Hospital Rio do Testo, em Pomerode. Segundo a unidade, a paciente deu entrada no dia 28 de fevereiro e o quadro se agravou. No hospital em que ela está não há UTI e todos os leitos do Vale do Itajaí, pelo SUS, estão ocupados. A Central de Regulação tenta encontrar uma vaga em outra região.

Outro caso

Um homem internado no Hospital Beatriz Ramos, em Indaial, também passou dois dias na fila de espera por uma vaga de UTI. A unidade em que ele estava tem 10 leitos de terapia intensiva, mas todos ocupados.

Na manhã desta quarta-feira (3), a Central de Regulação conseguiu uma vaga para ele no Hospital Bom Jesus, em Ituporanga. Uma ambulância deve fazer o transferência nas próximas horas.

Mais leitos

A região do Vale do Itajaí deve abrir ao longo deste mês 20 leitos de UTI Covid. São 10 em Indaial e 10 em Gaspar, mas que vão receber pacientes de Santa Catarina inteira, conforme a demanda.

A prefeitura de Blumenau fala na abertura de 28 “leitos de guerra” – entre públicos e privados -, mas os hospitais enfrentam dificuldades para conseguir viabilizar a ativação. Um dos motivos seria a falta de pessoal.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Blumenau e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Saúde